Publicado em Editora Arqueiro, Resenhas

Resenha|A Viagem do Tigre #3 – Colleen Houck

Sinopse

A viagem do Tigre Em sua terceira busca, a jovem Kelsey Hayes e seus tigres precisam vencer desafios incríveis propostos por cinco dragões míticos. O elemento comum é a água, e o cenário de mar aberto obriga Kelsey a enfrentar seus piores temores.

Dessa vez, sua missão é encontrar o Colar de Pérolas Negras de Durga e tentar libertar seu amado Ren tanto da maldição do tigre quanto de sua repentina amnésia. No entanto o irmão dele, Kishan, tem outros planos, e os dois competem por sua afeição, além de afastarem aqueles que planejam frustrar seus objetivos.

Em A viagem do tigre, terceiro volume da série A maldição do tigre, Kelsey, Ren e Kishan retomam a jornada em direção ao seu verdadeiro destino numa história com muito suspense, criaturas encantadas, corações partidos e ação de primeira.

A épica saga dos tigres já foi lançada em 18 países e ocupou os primeiros lugares na lista dos mais vendidos do The New York Times.


Olá queridos leitores! Tudo beleza? Eu me sinto muito feliz em poder reler uma série que mexeu tanto comigo e perceber que independente do ano ou do tempo, sempre vou sentir um imenso prazer a cada capítulo lido. Tudo bem, eu sei. Estou meio nostálgica hoje porque sei que estou terminando uma série e que ou sentir muita, muita falta.

Após o resgate de Ren das torturas de Lokesh e percebermos nitidamente que ele perdeu a memória no que diz relação a Kelsey, nós começamos a ver um outro lado de Ren. Um lado que mesmo sentindo dor ao estar perto de Kelsey, notamos pequenos indícios que ele pretende ficar ao seu lado, seja com seu lado tigre, ou mesmo em meio as dores com seu lado homem. Mas também percebemos uma grande proximidade de Kishan com Kelsey. Uma proximidade que mesmo sem memória, começa a incomodar Ren. 

-“Você sempre foi uma garota assim teimosa, cega e obtusa?

-Está me chamando de burra?

-Estou, só que de um jeito mais poético!”.

A cada livro, a cada missão realizada os tigres conseguem mais 6 horas como humanos, o que significa que o tigre vai saindo deles, aos poucos. Agora em mais uma busca para salvar os seus tigres, Kelsey precisa lidar com eles e com a evidente afeição que ambos demonstram por ela. Esse livro nos mostra outro lado de Ren. Um lado onde ele conhece Kelsey a primeira vez pois não se lembra dela, e outro lado dele que fica curioso sobre amizade entre ela e Kishan.

A Viagem do Tigre, Colleen Hock, Romance, Beleza de Livros, A maldição do Tigre, Resenha, BelezadeLivros

Se fosse em outra época onde ele tivesse ciência de tudo em relação a ela, as coisas seriam bem diferentes, mas preciso informá-los que é maravilhoso sentir que a química entre eles continua tão forte quanto antes. A viagem do tigre nos faz embarcar em uma historia onde a ação, o ciúmes e o romance vai deixar o leitor maravilhado, além disso, vai deixar uma mistura de sentimentos caóticos que só lendo para entender.

” O amor não é uma consequência. O amor não é uma escolha. O amor é uma sede… uma necessidade tão vital à alma quanto a água é para o corpo”.

Além de viajar nessa aventura é muito instigante as intrigas entre Kelsey e Ren, principalmente quando um enfrenta o outro com frases de Shakespeare o que me deu muita vontade de ler algumas obras desse autor. Isso mesmo queridos Leitores, em meio a uma maldição, nós lemos sobre Shakespeare e frases de outros autores, aprendemos sobre algumas culturas e percebemos o quão prazeroso é ler um poema, pois eles são muito citados ao decorrer da leitura.

A Viagem do Tigre, Colleen Hock, Romance, Beleza de Livros, A maldição do Tigre, Resenha, BelezadeLivros

 

Encontrar o colar da Deusa Durga será uma tarefa perigosa, mas com a grande recompensa de salvar mais um pouco da humanidade dos tigres e mesmo que seja preciso passar por terríveis situações, Kelsey vai ajudá-los e preciso dizer que ela é muito corajosa, nem todas teriam sua força e determinação. Além disso, será preciso enfrentar um terrível inimigo que fará de tudo para alcançar Kelsey, e será necessário a união de seus tigres para defendê-la.

“Está tentando fazer uma panqueca de príncipes indianos? Só por cima do meu cadáver!”.

Eu não posso deixar de dizer que sou loucamente apaixonada por Kishan, mas também sou pelo Ren pois cada um possui algo que nos faz torcer por um belo final de conto de fadas. A viagem do tigre é um dos últimos livros da série, falta dois para terminar e eu já sinto um gostinho de quero mais. No próximo livro vamos saber o destino dos nossos tigres e o final dessa incrível jornada. 

Sem dúvidas eu recomendo e já preparem seus corações para um final eletrizante que vai deixá-los madrugando com uma xícara de café e o próximo volume na mão.

“Se essa for uma batalha pelo seu coração, iadala, então, estou pronto. Mesmo que no fim eu descubra que estou lutando contra você”.

 

Publicado em Editora Intriseca, Resenhas

Resenha|Agora e para sempre, Lara Jean – Jenny Han

agora e para sempre, lara jean livros, eu amo ler, beleza de livros, blog, resenha, indicações de livros, trilogia

Sinopse

Na surpreendente e emocionante conclusão da série, o último ano de Lara Jean no colégio não podia estar melhor: ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a sra. Rothschild; e sua irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito — organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura —, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar. A menina viu Margot passar pelos mesmos questionamentos, e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família — e, quem sabe, o amor de sua vida — para trás. 


Olá leitores amados do meu coração! Como vocês estão? Tudo beleza?

Hoje eu finalizei a incrível trilogia “Para todos os garotos que já amei”. Eu conheci a Lara Jean aos seus 16 anos. Uma garota sonhadora, romântica, com seus desejos e cartas de amor, se transformar em uma mulher madura, crescida, responsável e apaixonada aos seus 18 aninhos.

Eu já tinha dito nos livros anteriores, o quanto essa autora aborda temas relacionadas a insegurança, amor colegial, confiança e essa pressa de crescer e tornar-se alguém independente. Lara Jean e Peter passaram por tantas dificuldades e sofrimentos para vencerem no amor que acreditam que mais nada possa separá-los. E a vida deles começará a mudar no último ano do ensino médio, pois eles precisam garantir suas entradas na Universidade.

“Mas agora que estou aqui, não dá tanto medo, não com Peter ao meu lado. Dou uma espiada nele. É assim que acontece? Você se apaixona e nada mais parece assustador, e a vida é apenas uma grande possibilidade?”.

Serão tantas mudanças na vida de Lara Jean, como sair do ensino médio, entrar na universidade, ajudar na cerimônia do casamento de seu pai com Trina e tudo isso, junto com as necessidades que ela possui de fazer o cookie perfeito, isso mesmo, ela fará várias travessas de cookies e outros doces até chegar no ponto perfeito. O que na minha lógica é uma arma que ela utiliza para eliminar a ansiedade da chegada da carta que aprovará a sua entrada na Universidade UVA, a mesma do Peter.

“Minhas mãos estão tremendo quando acesso o sistema; meu coração bate a um milhão de quilômetros por minuto, esperando o site carregar”.

A mãe de Lara Jean sempre disse para as filhas, em outras palavras, para não deixar de ir a alguma faculdade por causa de namorado, e acredito que mesmo do lugar onde esteja, ela deu forcinha, pois Lara Jean não é aceita na UVA, e todas os planos que possuía com Peter fica parecendo uma agulha no palheiro. Os dois ficam dizendo para si mesmo que nenhuma distância pode separá-los, o que é bem lindo. Lara Jean será aceita em uma Universidade que não é tão distante da UVA, então promete a Peter que depois de ano, irá pedir transferência para a UVA e então, ficariam juntos, sem nada que possa separá-los.

agora e para sempre, lara jean livros, eu amo ler, beleza de livros, blog, resenha, indicações de livros, trilogia

Mesmo não conhecendo a Universidade para a qual foi aprovada, Lara Jean, já pensa em pedir transferência, o que eu achei precipitado da parte dela. É lindo os dois juntos, e consegui sentir todas as ansiedades, tristeza, e convicção de um final feliz que Peter e Lara Jean tanto anseiam, e somos independentes para tomar as decisões que sejam melhores para nossa vida, sem pressão. Eu fiquei cada vez mais ansiosa, enquanto o tempo passava e fiquei louca a cada virada de página imaginando o futuro desse casal.

“Ao pensar em Peter com vinte, vinte e poucos anos, sinto uma espécie de saudade do homem que posso nunca chegar a conhecer. Agora, hoje, ele ainda é um garoto, e eu o conheço melhor do que ninguém, mas e se não for sempre assim? Nossos caminhos estão se afastando, um pouco mais a cada dia…”.

Esse é o último livro da trilogia e com certeza recomendo. Você começa  a ler e não percebe o tempo passar, porém, acredito que esse livro faltou algo a mais, algo que fosse impactante e mudasse um pouco o rumo da história. A maior parte  se baseia no fato de que os dois vão entrar na faculdade, mas não sabem como funcionará esse relacionamento a distância.

Eu vou sentir muitas saudades da vaidade de Peter kavinsky, e da nossa amorosa Lara Jean. Eu queria apenas mais um livro que mostrasse tantos anos depois desse casal que nos mostrou o começo de tudo, apenas com uma carta de amor.

“Eu sei que esses dias são especiais.O ensino médio vai ser uma época da qual vamos nos lembrar pelo resto da vida”.

Publicado em Editora Intriseca, Resenhas

Resenha|P.s.: Ainda amo você – Jenny Han

                          Sinopse

20190609_110251

Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.

Em Para todos os garotos que já amei, Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais.

Agora, em P.S.: Ainda amo você, Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam. Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.


Olá leitores do meu coração! Como vocês estão? Tudo beleza?

O livro P.s ainda amo você é o segundo livro da trilogia para todos os garotos que já amei, onde nos continuamos conhecendo um pouco mais da história de Lara Jean e Peter Kavinsky, aquele casal que arrebatou os nossos corações e nos deixou eufóricos por uma continuação. 

Lara Jean e Peter Kavinsky resolvem dar mais chance ao seu relacionamento depois da forma invertida que as coisas começaram ao se conhecerem e para isso porque não fazerem outro contrato para tudo funcionar de forma perfeita e deslumbrantemente bela, não é mesmo? Tudo ficaria bem, caso o vídeo de Lara Jean e Peter no ofurô fosse colocado na internet e toda a escola fizessem piadinhas e insinuações grotescas sobre algo que não passava de um beijo caliente.

“Dou um sorriso de alívio e escrevo no papel: Lara Jean e Peter não vão partir o coração um do outro”.

A autora abordou esses tema com bastante cuidado onde nós podemos sentir na pele o machismo e preconceito onde Lara Jean foi vítima, porque no vídeo não está somente Lara Jean e sim acompanhada de Peter, mas o lado sempre fica pior para o lado da mulher, o homem sempre é considerado um garanhão, o pegador não é mesmo? 

“Ah, meu Deus. Agora tenho que me sentar para jantar e olhar para o meu pai, sabendo que esse vídeo existe. Essa não pode ser a minha vida”.

P.S ainda amo você, Jenny Han, trilogia, eu amo ler, leitura, indicações de livros, beleza de livros, blog, resenhas

Claro que Kitty e Margot irmãs de Lara Jean ajudam ela a passar por tudo isso, afinal, elas como irmãs songs que são, sempre ajudam umas as outras. Além desse vídeo ter viralizado na internet Lara Jean precisa lidar com o fato do seu namorado ainda possuir certa ligação com a ex namorada Genevieve sua ex amiga de infância, o que sério, me deixou com os cabelos e emoções a flor a pele e roer o restinho de unhas que ainda tenho, afinal, como pode ele continuar sendo amigo de uma pessoa que odeia sua própria namorada?

“Eu posso já tê-la conhecido, mas não conheço mais. É Peter quem a conhece melhor agora. Além do mais, não é assim que se perde um namorado? Agindo como uma paranóica ciumenta e insegura?

Caso eu visse o Peter pessoalmente eu ia sacudir ele e cantar a música da Naiara Azevedo, ex é ex, passado é passado…kkkk, brincadeiras a parte, eu realmente fiquei com raiva do Peter, sinceramente. A autora também abordou temas como inseguranças no livro, aquela insegurança que os adolescentes tem em lidar com os seus relacionamentos e muita das vezes a gente consegue se identificar neles e pensar eu também já senti isso.

“Lara Jean, só se lembre de uma coisa: A garota sempre deve controlar até onde as coisas vão. Os garotos pensam com o você-sabe-o-quê. Depende de você manter a cabeça no lugar e proteger o que é seu”.

Essa sequência do livro é maravilhosamente perfeita e considero melhor do que o primeiro, a história ficará mais ainda apaixonante quando uma pessoa do passado de Lara Jean aparecer e deixá-la bastante indecisa em certas questões. Lara Jean e Peter, juntos em uma sincronia intensa e arrebatadora lutam para descobrir como dar continuidade a um relacionamento que começou de cabeça para baixo.

P.S ainda amo você, Jenny Han, trilogia, eu amo ler, leitura, indicações de livros, beleza de livros, blog, resenhas

Eu super recomendo esse livro e já digo, se preparem! Você vai ficar ansioso(a) por mais um pouco e absorto em cada letra, linha e página. E gente, eu queria guardar a família toda de Lara Jean em um pote e ficar olhando o dia todo, eles são perfeitos e a irmã menor a Kitty é uma pentelha admirável, que também podemos considerar protagonista, afinal, ela faz parte do início de tudo.

“Ela cresceu como uma erva daninha, sem mãe, só duas irmãs e um pai. Não é pouca coisa. É extraordinário”.

P.s: Vocês sabiam que na Cultura Coreana quando você faz reverências para os mais velhos e lhes deseja sorte no ano novo, ele dão dinheiro em troca? (Deveria ser assim no Brasil kkk, seria o máximo!!!)