Resenha|Ônix #2 – Jennifer L. Armentroud

                                                                            Sinopse

ônix livro, saga lux, beleza de livros

ESTAR CONECTADA A ELE É UMA DROGA!

Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja… esquentando.

ALGO PIOR DO QUE OS ARUM RONDA A CIDADE.

O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível!

ATÉ, QUE DE REPENTE, TUDO MUDA.

Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade.

NINGUÉM É O QUE PARECE SER. E NEM TODO MUNDO IRÁ SOBREVIVER ÀS MENTIRAS.


Olá gente! Como vocês estão? Tudo beleza?

Depois de Katy descobrir que seus vizinhos são áliens de luz, os luxen, que vieram de outro planeta e possuem super poderes, sua vida mudou drasticamente. O Daemon a trata como um cavalheiro, como se ela fosse uma pessoa muito especial para ele. Porem, Katy, acredita que ele não gosta dela, e essa aproximação bizarra que de repente ele demonstrou por ela é efeito da ligação existente entre eles.

A ligação que surgiu quando ele a curou. Agora é como se os dois fossem apenas um. O coração bate as mesmas batidas, no mesmo ritmo e sempre quando se aproximam, eles sentem a presença do outro, como um arrepio na nuca. Tudo que Daemon quer é demonstrar que gosta de Katy e mais do que isso. Mas a Katy se torna uma personagem nesse livro que muitas das vezes, chega a ser insuportável. A gente vê claramente o Daemon se esforçando, porém, ela sempre arruma uma justificativa para os seus atos.

“Dei mais alguns passos, parando ao sentir os dedos afundarem na terra molhada da margem. Um calor enlouquecedor fazia com que minha pele parecesse em brasa. Ardente. Cáustica”.

Em meio a tantas coisas, Katy descobrirá que de alguma forma pegou alguma “coisa” quando Daemon a curou, enquanto estava entre a vida e a morte. De repente ela perceberá que antes de tocar em alguma coisa, ou ela vai se mover, ou se afastar, explodir… O tipo de coisa inexplicável, que somente os Lux sabem fazer com seus poderes.

Saber lidar e conseguir controlar esses poderes recém descobertos será uma loucura, ainda mais quando Katy informar que deseja lutar contra os Arum, inimigos dos Lux. Tudo que Daemon quer é que Katy não se aproxime dos seus inimigos e o modo que ele tenta protegê-la de tudo é simplesmente lindo gente! Só que mesmo que ele não a ajude com isso, ela encontrará outra pessoa. Uma pessoa que Daemon não confia. Um cara gato, que estuda na mesma sala que Katy, e já demonstrou que tem interesse nela. 

“Não era justo com ele… nem com o Daemon. Não estava pronta para acreditar no meu vizinho, mas não podia continuar fingindo que não havia nada entre nós”.

SAGA LUX, LIVRO ONIX, EDITORA VALENTINA, BELEZA DE LIVROS, MYLENA FERNANDA, RESENHA, BLOG, JENNIFER L. ARMENTROUD

Daemon fará de tudo para que Katy acredite o quão importante é para ele. Demonstrará de diversas formas o quanto a deseja. E juntos vão embarcar em uma jornada, onde ela não acreditará no seu amor, e ele, como adora um desafio, irá provar que a ama. Katy tomará algumas decisões precipitadas e absurdas, o que me deu uma dor de cabeça, de tanto gritar com ela. E no final, todas as decisões que ela tomou, acarretará graves consequências. 

“Porque sei o que sinto aqui dentro. E, não sou o tipo de pessoa que foge das coisas, por mais difíceis que sejam. É melhor bater de cara numa parede de tijolos, do que passar o resto da vida imaginando o que teria acontecido”.

O grande problema que  gera algumas confusões no livro, é a confiança. A confiança será uma arma utilizada de diversas formas. A única pessoa que Katy precisará confiar será no Daemon, ainda que faça o contrário. Eles precisarão lidar com o DOD, o departamento de defesa, que de alguma forma, eles imaginam que sabem dos seus poderes. Apesar de todas as tristezas e mágoas que surgirá, algo muito interessante e inesperado acontecerá e nos deixará embasbacados.

Essa série é de causar arrepios. Você grita com os personagens e quase enlouquece quando um mal entendido é interpretado da maneira errada. Eu super Recomendo! Daemon e Katy não são normais. Nenhum dos dois com seus poderes extraterrestres. Mas, ao mesmo tempo, eles são perfeitos. O enredo e a maneira como dialogam encanta e irrita, isso que torna essa série tão especial.

“Acolhi de braços abertos aquela arrebatadora sensação. Minha visão mudou, parecendo pulsar em meio a uma cortina de névoa. Inclinei a cabeça ligeiramente de lado. A eletricidade impregnava o ar, devorando o oxigênio”.

Resenha|Obsidiana #1 – Jennifer L. Armentroud

                                                                                                       Sinopse

livro obsdiana, editora valentina, eu amo ler, livros, jennifer l. armentroud, livros, books

COMEÇAR DE NOVO É UM SACO.

Quando a gente se mudou para o interior, bem no início do último ano do colégio, eu já vinha me preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices… Até dar de cara com o meu vizinho gato, alto de dar tontura e com intimidantes olhos verdes. Hummm… os prognósticos estavam melhorando.

ATÉ QUE… ELE ABRIU A BOCA.

Daemon é irritante. Arrogante. Dá vontade de matar. A gente não se dá bem. Não mesmo. Mas, quando um caminhão quase me transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão e aí, bom, algo inesperado acontece.

O ALIEN GATO (MEU VIZINHO) ME DEIXA COM UM RASTRO.

Você me ouviu bem. ALIEN! A verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em mim brilha como lua cheia, e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Deamon, até a magia alienígena desaparecer.

QUER DIZER, ISSO SE EU NÃO MATAR O CARA PRIMEIRO.


Olá gente!!! Como vocês estão? Tudo beleza?

O que dizer dessa belezura chamada Obsidiana? É o primeiro livro da série Lux atualmente composta por cinco livros. Ele é divertido, leve e maravilhosamente bem escrito com um enredo de tirar o fôlego e deixar as pernas bambas.

Em busca de começar uma nova vida Katy e sua mãe se mudam para uma cidade pequena no interior, onde tudo é muito longe, internet lenta e para piorar sua mãe insiste que ela faça amizade com os vizinhos que segundo ela tem mais ou menos sua idade. Perfeito para ela sair do “casulo”.

Apesar de sua mãe ter dito que o seu vizinho era um cara “gostosão”, ela não imaginava que fosse tanto. Ela decide pedir uma informação para o cara e ele na moral, tira ela de uma forma bem arrogante chamando-a de boneca com grandes olhos vazios meio retardada, kkkk. Gente!!! Eu juro que ele disse isso! Eu ri muito , porque a cena foi bem engraçada e  Katy na mesma hora ficou possessa, afinal, ele tinha sido bem escroto com ela. O problema de Katy é que ela perdeu o pai para o câncer e a situação ficou bem difícil para ela e sua mãe suportar, então ela meio que se fechou para as pessoas.

“Eu costumava evitar todo tipo de confronto, mas esse cara conseguiu ligar meu interruptor de barraqueira como ninguém”.

livro obsidiana, eu amo ler, beleza de livros, eu leio, mylena fernanda, resenha, editora valetina, jennifer l armentroud

O cara mal humorado que tratou Katy de forma tão ruim, foi simplesmente Daemon Black, e apesar dele querer distância dela, a sua irmã Dee não pensa da mesma maneira. Ao contrário, Dee quer mais do que tudo uma amiga “normal”, ela faz de tudo para Katy ser sua amiga, e insiste para o seu irmão deixar. Só que Daemon fará de tudo para afastá-la afirmando que não precisam de alguém como ela.

“Ele parou de falar e respirou fundo, baixando o olhar para a minha boca aberta. Prendi o ar. Notei um brilho nos seus olhos, mas ele piscou e escondeu o que quer que houvesse ali”.

Katy ficará bastante desconfiada quando perceber que eles são pessoas bem diferentes, como por exemplo, as outras pessoas olham para eles com medo, os alunos da escola não se aproximam deles, e os amigos que possuem entre eles, são todos trigêmeos. Algo não está certo. Até que um dia, em uma de suas brigas com Daemon, ela correr sem direção alguma e quase ser atropelada por um caminhão. Era para estar literalmente morta, porém, assim que abriu os olhos viu o caminhão parado a milímetros do seu rosto.

O motorista estava completamente congelado, era como se o tempo tivesse parado. Daemon estava concentrado, com respiração pesada, fazendo esforço, com uma luz intensa amarelo-avermelhada que o transformou completamente, em algum ser de luz. Esse era o mistério, tanto Dee quanto Daemon são seres alienígenas que vieram de um planeta bem distante e possuem super poderes. Loucura né? Mas é a verdade.

“Sou capaz de qualquer coisa, gatinha. Matar para proteger minha família é algo que eu não hesitaria em fazer, mas não é nada com que você precise se preocupar”.

livro obsidiana, eu amo ler, beleza de livros, eu leio, mylena fernanda, resenha, editora valetina, jennifer l armentroud

O planeta deles foi destruídos e eles vieram parar aqui na Terra. O grande problema disso tudo é que Daemon parando o caminhão, deixou um rastro em Katy que permite que os inimigos dos Luxen, que são eles, descubram onde eles estejam e usem Katy como isca. Esse rastro é como se fosse uma árvore de natal brilhando bem forte, então até esse rastro desaparecer, será necessário ela ficar grudada com Daemon até estar segura novamente.

Então começará uma relação de gato e rato entre eles, porém, a atração mais forte ainda. Daemon tratou Katy mal apenas para ela não se aproximar de sua gente e ficar segura. Agora o problema será provar que gosta dela, mesmo depois de suas grotescas atitudes.

Eu recomendo muito!!! Esse livro me lembra um pouco crepúsculo. Muitas das situações são semelhantes, porém, não igual. Leia e descubra por você mesmo, porque eu já vou para o segundo livro dessa série arrebatadora.

O grito que ele soltou me rasgou por dentro, aumentando o medo e transformando-o em raiva e angústia. A luz do Daemon flamejou, ofusgante e concentrada…”.

Resenha|Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários #2 – Annie Darling

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

                                                                 Sinopse

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

É uma verdade universalmente conhecida que uma mulher solteira, em posse de um bom emprego, quatro irmãs mandonas e um gato carente, deve estar em busca do seu verdadeiro amor. Será?

Verity Love ― fã de carteirinha de Jane Austen e uma introvertida em um mundo de extrovertidos ― está perfeitamente feliz sozinha, muito obrigada. E seu namorado fictício, Peter Hardy, é muito útil para ajudá-la a escapar de eventos sociais indesejados. Mas, quando um mal-entendido a obriga a apresentar um total estranho como namorado para suas amigas, a vida de Verity de repente se torna muito mais complicada.

Uma namorada fictícia também pode ser bem útil para Johnny. Indo contra todos os instintos de Verity, ela se deixa convencer a fazer uma parceria com ele para um único verão recheado de casamentos, aniversários e festas no jardim, com apenas uma promessa: não se apaixonarem um pelo outro. Mas isso não tem nem chance de acontecer, pois Verity jurou nunca mais ter um namorado, e o coração de Johnny já tem dona…


Olá gente!!! Como vocês estão? Tudo beleza?

Quem conheceu a Verity Love na pequena livraria dos corações solitários, imaginava que o famoso namorado de quem tanto falava era falso. Pois é isso mesmo! Ela inventou um namorado fictício para suas amigas pararem de importuná-la e para fugir de eventos sociais. Ela é uma introvertida que gosta de escutar as pessoas, ouvir o barulho da cidade, mas não gosta de ser o centro da atenção desse núcleo.

Sua vida mudará drasticamente quando um dia suas amigas Nina e Posy a seguirem até o restaurante, pensando que ela se encontrará com Peter Hardy. O namorado imaginário e perfeito que idealizou para elas. Assim que notar a presença de suas amigas ela imediatamente se desesperará e irá sentar ao lado do primeiro cara que ela olhar no restaurante. E quem é esse? Ele é simplesmente lindo, com um azul estonteante nas íris, embora estivesse com certo olhar frio para ela.

“Nenhuma tatuagem perceptível no pescoço, não estava vestindo nada horrível, só uma camisa branca simples sob um blusão de um tom semelhante ao azul – esverdeado de seus olhos espantados. Ele vai servir, Verity decidiu. Assim, na emergência, ele vai servir”.

O nome dele é Johnny,  arquiteto, lindo, não tem namorada. Algo não está certo né galera? Ele não é gay, por incrível que pareça. Ele simplesmente ama outra mulher, que segundo ele é um amor impossível. Eu imaginei que essa mulher era apenas invenção para ele se encontrar novamente com Verity, porém, eu estava redondamente enganada. Eles armam um acordo para irem juntos aos eventos sociais, as festas com amigos, enfim, seriam apenas amigos e nada mais. A condição é que Verity não se apaixone por ele, e vice versa. Então está tudo certo. Verity prometeu não amar mais ninguém depois de seu último namorado e Johnny, apesar de possuir característica perfeitas, ama outra mulher.

“Johnny endireitou o corpo e presenteou Verity com um sorriso mais devastador do que qualquer outro de seus sorrisos anteriores. Ela ficou até um pouco tonta”.

Os dois apresentarão o seu parceiro a suas famílias, claro, como amigos. Porém, todos pensarão que eles estão saindo e dará uma maior força para isso. Principalmente os amigos e familiares de Johnny, isso porque todos querem que ele pare de pensar nessa mulher que ele ama e fique com Verity.

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

Depois de Verity descobrir quem é a mulher, ele falará bastante dela com um toque de drama que instantaneamente me deu uma crise de raiva. A mulher que ele ama é uma antiga namorada que se casou com o melhor amigo dele. Ele a ama, ela diz que o ama mais continua casada. É como um jogo, ela sabe que Johnny sempre estará aos seus pés, porque ele é louco por ela.

“Ele não olhou para outra mulher desde que ela se foi, dez anos atrás. Nem ia querer, porque ninguém estaria a altura dela. E eu puxei ao meu pai; me apaixonei pela Marissa todos esses anos atrás e nenhuma outra mulher vai conseguir tomar o lugar dela”.

Apesar de todos os motivos para Verity não se relacionar com ninguém, ela se apaixonará por Johnny. Uma das regras era ela não se apaixonar por ele. O coração dele já tem dona, e digamos que ele é um pouco obcecado por aquela mulher que representa, o amor colegial de tantos anos atrás, que ele não deixa no passado. E será nesse impasse de amor impossível e bastante drama que enlouquecerá o leitor.

Uma obra deliciosa e empolgante, composta por reviravoltas e um toque especial com frases da Jane Austen. Uma história irresistível  que nos instiga a torcer por um casal, onde ambos não acreditam que suas vidas amorosas possa incluir um final feliz. Super Recomendo!

“É por isso que somos apenas amigos. Eu jamais poderia amar um homem que não ama Orgulho e preconceito”.

Resenha|A pequena livraria dos corações solitários #1 – Annie Darling

a pequena livraria dos corações solitários, eu amo ler, livros, séries, annie darling, beleza de livros, resenha

                                                                                    Sinopse

a pequena livraria dos corações solitários, annie darling, eu amo ler, livros, série, felizes para sempre, resenha, belezadelivros, beleza de livros

Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar.

Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!

 


Olá gente!!! Como vocês estão? Tudo beleza?

A pequena livraria dos corações solitários é o primeiro livro da série, onde conhecemos a história de Posy e Sebastian. Os livros seguintes será retratado a história dos amigos de Posy que junto com ela, trabalham em uma livraria. O melhor lugar do mundo!!!

Posy Morland tem 28 anos e um irmão de 15 anos que precisa cuidar porque perdeu os pais ainda quando eram crianças. Desde então, ela sempre viveu sua vida na livraria Bookends, onde seus pais trabalhavam antes de morrer. Sebastian Thorndyke é neto de Lavinia Thorndyke, proprietária da livraria Bookends.  Os dois conviviam juntos quando crianças, e Posy achava Sebastian um gato, vivia atrás dele, até que um dia … ele a trancou em um depósito de carvão embaixo da loja. Depois de ter visto tantos bichos e ficado com tanto medo, a paixonite dela por ele acabou.

Sebastian é conhecido como  o homem mais grosso de Londres, apesar de ser belo, maravilhoso, lindo por fora, ele verbalmente fala coisas que outros não falariam. Ele é sempre direto e até rude. O caminho dele com Posy cruzará quando Lavinia morrer. Ela morrerá e deixará a Livraria para Posy, a quem sempre confiou e para Sebastian a Rochester News. Uma propriedade bem próxima da outra.

“- Meu tipo de cabelo não dá para escovar – ela disse, defensivamente.

-É verdade-concordou Sebastian. – Está mais para aquele tipo que os passarinhos adoram fazer ninho. Agora venha, levante”.

A condição de Lavinia para Posy herdar a Bookends, foi que ela precisava fazer o negócio crescer em dois anos, ao contrário, a livraria seria transferida para o seu único neto, Sebastian. O problema era que já fazia um bom tempo, que não entrava dinheiro na livraria, ela estava praticamente a beira da falência, mas Posy, junto com sua equipe de amigos e leitores apaixonados, encontram uma solução.

“As pessoas ainda adoravam ler. Ainda adoravam se perder em um minuto criado em papel e tinta. Ainda compravam livros e, com o tipo certo de plano e paixão, elas os comprariam na Bookends”.

Apesar de Sebastian demonstrar que não gosta de ficar na presença Posy, ele aparecerá constantemente na casa dela. Ainda mais quando Posy declarar a todos que vai reabrir a livraria com apenas livros românticos, será chamada Felizes para sempre e Sebastian vai querer participar disso, mas só tem um probleminha….  Ele quer apenas livros policiais com o nome adaga sangrenta.

” De qualquer modo, eu não concordei em transformar a Bookends em uma livraria de literatura policial. Eu disse “Ah, que seja”, que não é a mesma coisa que dizer sim. Ele não ia parar de falar, então eu precisava dizer alguma coisa e ele não ouviria um não”.

a pequena livraria dos corações solitários, annie darling, eu amo ler, livros, série, felizes para sempre, resenha, belezadelivros, beleza de livros

Em uma narrativa enlouquecedora e muito divertida, nós vamos conhecendo esses personagens tão teimosos que nem percebem que o amor da vida deles, está a um passo de distância. O livro é recheado com frases de livros, dentre eles, o morro dos ventos uivantes, Jane Eyre, Alice no País das maravilhas..Foi enriquecedor conhecer esse livro, entender o amor pelos livros e ser entendido.

Ficará uma loucura total quando Posy em plena ciência de suas faculdades mentais, desenvolver uma história no word bem caliente, onde os personagens principais são ela e Sebastian. Será desconcertante depois diferenciar realidade da fantasia.

“Posy não podia acreditar como era possível sentir falta de alguém que passava a maior parte do tempo sendo um tormento em sua vida”.

Eu com certeza indico esse livro. Eu amei a história, mas na minha opinião, o final ficou um pouco corrido, acredito que deveria ser desenrolado de uma forma mais lenta, com mais detalhes. O bando de desajustados dos amigos de Posy, prometem render ótimas histórias, cada um com uma personalidade peculiar que me deixou ansiosa para conhecer. Enfim, uma livraria + um coração solitário = Fórmula perfeita para o amor.

 

“Porque você minha querida, mais que qualquer outra pessoa, sabe que lugar mágico uma livraria pode ser, e sabe que todos precisam de um pouco de magia na vida”.

                                                                                                                           -Lavinia Thorndyke

Resenha|O erro – Elle Kennedy (Amores improváveis #2)

                                                              Sinopse

O erro, elle kennedy, amores improváveis, séries, resenhas, blog, amo livros, ler, eu amo ler, beleza de livros

Logan parece viver uma vida de sonhos. Com um talento incrível para jogar hóquei e um charme inato para conquistar mulheres, ele é uma das maiores estrelas da universidade de Briar. Mas por trás do característico sorriso maroto, ele esconde duas grandes angústias – a primeira, estar apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. A segunda, saber que sua vida, após a formatura, se tornará um beco sem saída.

Um dia, por acaso, ele conhece Grace, uma garota tão encantadora quanto intrigante. Tudo nela parece ser original e deliciosamente contraditório – tímida, mas cheia de vida. Doce, mas ao mesmo tempo forte e confiante. Logan se vê mais e mais envolvido por ela.

Até que um grande erro colocará o relacionamento desses dois em risco. Logan terá de se esforçar muito para reconquistar Grace – nem que para isso ele precise amadurecer na marra e encarar suas questões mais profundas e doloridas.


Boa noite genteeee! Como vocês estão? Tudo bem? Eu andei sumida e demorei muito mais do previsto para finalizar essa leitura. Eu não tive nenhum problema ao ler o primeiro livro dessa série e na verdade, até ansiei por esse livro, só que não conseguia começar…Simplesmente empaquei nessa leitura, mas já terminei e vou contar como foi. Bora lá!

O erro é o segundo livro da série amores improváveis, onde conhecemos a linda história de Logan e Grace. Logan é um dos melhores amigos de Garret, e como todos os seus amigos tem uma vida baseada em festas, bebidas, garotas, entre outras coisas, mas o pior é que ele é apaixonado por Hannah, quem é ela? A namorada de Garret, o maravilhoso casal do primeiro livro, o acordo (Resenha Aqui). Mesmo sabendo que é apaixonado pela namorada do melhor amigo, ele não consegue odiar o cara, ao contrário, ele se sente um merda por gostar de uma pessoa que não pode ser sua.

“Mas hoje à noite vou seguir com o plano original. Ficar bêbado. Pegar alguém. E que se dane o resto”.

Todas as suas dúvidas e certezas mudará quando conhecer Grace que vai entrar em sua vida de uma forma bem diferente do que eu imaginava, e essa forma de entrar e sair, fará com que ele volte a procurá-la. Grace é uma garota do primeiro ano da faculdade, tímida, inteligente e bastante tagarela rsrsrs, diferente de Logan que é bastante popular, um dos melhores jogadores do time de Hóquei e muito cobiçado pelas mulheres.

“Por que não posso me divertir com um cara no banheiro? Estou na faculdade, droga. Deveria estar aproveitando a vida, fazendo besteira, “me encontrando”, mas não fiz merda nenhuma o ano todo”.

O que começa apenas com encontros casuais, acaba se tornando algo maior. Logan começa a perceber que estar com Grace é bom, é fácil conversar, é simples e percebe também que não pensa em Hannah, e aí surge a pergunta que vale um milhão de dólares. Será que está usando Gracie para esquecer Hannah?

” Seria idiota da minha parte usar a garota como distração sem perceber, mas agora que me dei conta disso me recuso a continuar. Não seria justo com ela”.

Mais e daí se Logan não quer continuar quando o destino faz exatamente o contrário. Assim que decide tomar essa decisão, ele se vê obrigado a se aproximar de Grace. E tudo pode continuar como se nada tivesse acontecido, mas Logan acabará revelando que não deseja usar ela como distração e isso, será o bastante para Grace não querer ouvir falar de Logan e se distanciará.

O erro, elle kennedy, amores improváveis, séries, resenhas, blog, amo livros, ler, eu amo ler, beleza de livros

Mais sabe o que Logan conversado com Hannah vai descobrir? Que ele não era apaixonado por Hannah e sim apaixonado pelo casal que ela forma com Garret. Ele é apaixonado sim, mais pela forma que o casal é feliz, a forma que eles riem. Logan percebe que amava o relacionamento deles e queria isso para si. Só que ele cometeu o erro de deixar Grace ir embora de sua vida.

“Terminei com Grace porque a coisa não podia ficar séria mas agora concluo que era exatamente isso que eu queria”.

Agora Logan vai fazer de tudo para Grace voltar para ele, as coisas mais absurdas que jamais imaginaria fazer, irá realizar para conseguir mais uma chance com ela. Será divertido ver esse casal se conhecendo novamente, descobrindo mais sobre si, aprendendo com os erros, construindo uma base para o relacionamento, enfim, sendo felizes.

Eu super recomendo esse livro, e vale destacar que a mãe de Grace é hilária kkkk, uma personagem espetacular e diferente. Logan e Grace enfrentarão alguns obstáculos no caminho, e situações bem difíceis onde será necessário usar a maturidade  que ambos conseguiram para seguir em frente e não deixar nada abalar seu relacionamento. 

O erro, elle kennedy, amores improváveis, séries, resenhas, blog, amo livros, ler, eu amo ler, beleza de livros

A minha nota para esse livro de 0 a 5 é nota 5!!! O meu erro foi não ter lido antes, fiquei com um pouco de receio de não gostar e acabei amando a história e os personagens. É aquele tipo que nos faz pesquisar tudo, como por exemplo, aprender mais sobre sobre o jogo hóquei. Por que não né? É mais um amor improvável que arrebatou o meu coração. 

 

“Perco o controle. 

Simplesmente. Perco. O controle.

Caio em prantos feito um bebê, bem ali, na frente do pai de Grace.

Ele fica petrificado”.

Resenha|O acordo – Elle Kennedy (Amores improváveis #1)

Sinopse

Tocante, profundo, engraçado, sexy… ”O Acordo” é um romance que vai te encantar e surpreender a cada página.

o acordo, amores improváveis, elle kennedy, beleza de livros, eu amo ler, livros, blog, best seller, books, romance, séries, resenhasHannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha.

Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.


O acordo é o primeiro livro da série amores improváveis que impactou todas as minhas estruturas e superou todas as minhas expectativas. Eu amo um romance. Sabe aquele livro que você lê a sinopse e pensa “cara, esse é bom, eu queroooo, eu necessitoooo”, foi exatamente dessa forma. Nós conhecemos Hannah Wells, uma garota muito inteligente que possui uma paixão por um de seus colegas de classe Justin Kohl.

“Justin Kohl se demora perto da porta para falar com alguém, e meu olhar se fecha sobre ele como um míssel teleguiado. Lindo”.

Justin é jogador de futebol americano, famosinho na sua escola, é lindo, humilde, não anda agarrado com as meninas, enfim… exceto a beleza, na opinião de Hannah  ele é o oposto de Garrett Graham. Um cara lindo que é jogador de Hóquei, igual ao  pai super famoso que muitos de seus amigos de classe idolatram.

Hannah nunca imaginaria em toda sua vida que um dia Garrett, o cara popular da escola, capitão do time de Hóquei que vive agarrado com várias meninas, e consegue tudo o que quer, ao ver sua prova e notar que ela tirou 10 em uma matéria que ele precisa estudar urgentemente para sua média não cair e continuar jogando Hóquei, iria pedir aulas particulares. Isso mesmo, só que Hannah não aceitará. A resposta de Hannah será imediatamente não, porque primeiro, ela está se preparando para um campeonato de música então está com muito trabalho, e segundo, ela não planeja se misturar com pessoas da estirpe dele.

“Garrett nota o meu olhar surpreso e arqueia as sobrancelhas novamente. ” Aprendi um monte de coisas sobre você no grupo de estudos. Seu telefone, seu nome completo, até onde você trabalha”.

Parabéns, você é mesmo um psicopata”.

O que Hannah não imagina é que Garrett insistirá muito, até descobrir que ela está apaixonda por Justin, um de seus colegas. Então irá propor um acordo, ela ajuda ele com as aulas particulares, e ele finge que é seu namorado para ela se aproximar de Justin, ficando no mesmo núcleo social.

Durante suas aulas com Garrett, será completamente impossível Hannah não acabar gostando do cara, como amigo óbvio. Será muito divertido ver a amizade surgir entre eles. Os dois serão como melhores amigos que estarão sempre juntos, dividindo confidências e se aproximando a cada vez mais. Hannah perceberá que Garrett não é o cara idiota com excesso de estrelismo e burro que imaginava, ao contrário, cada vez que eles se aproximar a amizade deles ficará mais intensa. 

o acordo, elle kennedy, beleza de livros, blog, amores improváveis, resenha, eu amo ler, blog, livros, books, séries, editora paralela

Será bastante diferente para Garrett entrar em seu quarto e ver Hannah em sua cama assistindo a um episódio de uma série, ao invés, dele estar se agarrando com ela, o que faria caso não fosse sua “professora” e na sua perspectiva sua amiga. 

“Hum…O que você quer ouvir?”

“Qualquer coisa. Não me importo”. Fico espantada com a intensidade da sua voz, a emoção brilhando naqueles olhos cinzentos. ” Só preciso ouvir você cantando de novo”.

Apesar de começar a surgir um clima entre os dois, ambos, não querem que fique um clima ruim e acabem se afastando. Eles precisam se lembrar que Hannah é  apenas sua amiga, algo que nunca teve do sexo feminino e Garrett além de seu amigo é seu namorado fictício.

“Não achei que a nossa farsa fosse resultar em alguma coisa com a qual eu precisasse me preocupar mas, evidentemente, meu plano está funcionando muito bem. Kohl só tem olhos para Hannah, e não gosto disso. Nem um pouco”.

Só que um acontecimento do passado de Hannah fará com que eles se aproximem, e que de amigos passem para namorados. Os dois possuem feridas que apesar de serem velhas, não cicatrizaram, e juntos serão capazes de curar um ao outro, mesmo que o destino faça de tudo para separá-los. 

o acordo, elle kennedy, beleza de livros, blog, amores improváveis, resenha, eu amo ler, blog, livros, books, séries, editora paralelaEsse livro é maravilhoso, com certeza eu indico e posso ler mais dez vezes que minha resposta seria a mesma. Todos os amigos de Garrett possuem suas próprias histórias que fazem parte dessa saga apaixonante e espero encontrar esses personagens nos próximos livros. A autora soube abordar um tema muito delicado que serve para todos os jovens ficarem mais alertas, leiam. Nós somos envolvidos em um enredo que possui muita música, cenas divertidas, bastante humor com um gostinho de quero mais. Enfim, o amor pode existir até mesmo nos casos mais improváveis.

“Tenho um perfil ideal no que diz respeito a rapazes. Calmo, sério, temperamental. Criativo, se eu tiver sorte. Tocar um instrumento é sempre uma vantagem. Inteligente. Sarcástico, mas não de um jeito depreciativo. Sem medo de mostrar suas emoções. Alguém que me faça sentir…paz”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Resenha|Roube o meu coração – Susan Mallery

Sinopsecapa roube o meu coração

Há dez anos, Maya Farlow partiu o coração do sensual Del Mitchell. Superindependente, ela não soube lidar com esta paixão avassaladora e decidiu fugir. Agora, Maya precisa trabalhar ao lado de Del para promover a cidade de Fools Gold. Por mais que este charmoso bad-boy esteja decidido a não se envolver com Maya novamente, ele é viciado em adrenalina. E nenhuma de suas aventuras radicais foi tão emocionante quanto entregar seu coração para Maya.

 


 

Boa tarde gente!!! Tudo bem?

Eu comprei esse livro porque eu senti uma ligação com a personagem, assim que a li a sinopse. Qual ligação? Ela é uma jornalista e eu uma estudante de jornalismo. Então assim que li a sinopse, comprei porque isso me chamou atenção.

Maya Farlow era apaixonada por Del Mitchell, e ele por ela, quando eram apenas jovens com seus 18 anos e pensavam que tinha o mundo todo a frente. Mas tudo mudou quando Maya com suas inseguranças fugiu de Del, abandonando-o e  mentindo  que não o amava insegura do amor que Del sentia por ela.

Agora após 10 anos eles se reencontram na mesma cidade e como se não fosse ruim, eles precisam trabalhar em um projeto juntos. O pior para Maya é que ela não consegue se desculpar com Del por tê-lo abandonado e finge que nada aconteceu. Finge que são apenas amigos que depois de anos se reencontraram.

“Por um segundo, enquanto a observava, ele se lembrou de como era antes. Quando Maya não estava tanto no comando. Quando olhava para ele com os olhos arregalados, a boca tremendo pouco antes que a beijasse”.

Só que as coisas não vão acontecer conforme Maya imagina e quanto mais se aproximarem, mais forte será a energia que une os dois. Só que Dell mesmo trabalhando com Maya em um projeto para cidade de Fools Gold, tem uma teimosia de não confiar nela. Não confiar nela como pessoa e profissional, e isso pode ser irritante no livro, porque passamos a conhecer Maya, e notarmos que não é mais a menina imatura que era a 10 anos antes.

“Eles eram tão jovens, pensou ela com saudosismo. Tão confiantes de seus sentimentos pelo outro. Tão certos do futuro. Mesmo que ela soubesse exatamente o que tinha acontecido e por quê, mesmo sem querer desejava que tivesse sido diferente. Que ela tivesse sido diferente”.

O trabalho de ambos, consiste em mostrar os pontos turísticos da cidade e o amor de pessoas que depois de anos permanecem juntos, por meio de vídeo, onde Del aparece na câmera e Maya como filmadora e editora. Essa aproximação dos dois, vai faze-los pensar no e se…estivéssemos juntos desde os 18 anos? Como seria? Será que teríamos sidos felizes? E principalmente… ainda nos amaríamos? São perguntas que fazem a si mesmo.

roube o meu coração, beleza de livros, blog, resenhas, Susan Mallery, best seller, romance, harper collins

Uma coisa é concreta, depois de Maya ter fugido de Fool`s Goold, seu futuro abriu um leque de possibilidades, que sua cidadezinha não permitia, dentre elas, poder fazer faculdade e Dell se aventurou pelo mundo a fora, aproveitando tudo o que a vida pode proporcionar, até mesmo criando uma prancha, ganhando muito dinheiro e sendo reconhecido como um grande empreendedor. Então, apesar de tudo, a separação dos dois os ajudaram a conhecer mais o mundo.

“Del tinha reivindicado seu coração e, até onde ela sabia, nunca o tinha devolvido”.

É…. Maya chegará a essa constatação, depois de se entregar para Del. O laço  que une os dois se entrelaçará, os tornando apenas um só. Maya entenderá o “porque” de nunca ter conseguido ficar muito tempo em um relacionamento, o porque de nunca dar certo com outras pessoas, ela enfim, descobre que depois de todo esse tempo, ela ainda era apaixonada por ele.

E mesmo com medo de confiar em Maya, Del lhe dará uma chance, uma chance aos dois. Só que um terrível segredo que Maya guarda, pode afastar os dois para sempre. Um segredo que ela prometeu não contar, mais todas as vezes que estão juntos falta sufocá-la. E Del vai descobrir. O que vai acontecer? LEIAM!!!! kkkk. Só digo uma coisa, o final são várias ondas de emoções que te deixará, atenta a tudo, com os olhos bem abertos, respiração presa, e o coração em descompasso.

Esse livro não é um dos melhores que li, mas também não é ruim. Gostei de saber um pouco mais de minha futura profissão e o medo da Maya em aparecer na frente das câmeras é algo que realmente acontece, e ela mostrou sua imensa capacidade Jornalística por detrás das lentes.

roube o meu coração, beleza de livros, blog, resenhas, Susan Mallery, best seller, romance, harper collins, mylena fernanda

 

Minha nota de 0 a 5 é 4. Confesso que tinha uma partes do livro que achei que era apenas enrolação, mas outras compensou. Eu recomendo pois é daqueles livros gostosinhos perfeito para ler em uma tarde. E quem sabe… Ele não acaba roubando o seu coração…

“ESTE LUGAR É ERRADO, A HORA ERRADA, MAS EU QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE MESMO ASSIM. EU AMO VOCÊ. E AMEI PELOS ÚLTIMOS DEZ ANOS. EU SÓ NÃO TINHA PERCEBIDO. NÃO IMPORTA O QUE ACONTEÇA, VOCÊ SEMPRE TERÁ UM LUGAR NO MEU CORAÇÃO”.