Publicado em Resenhas

Resenha|Desencantada #5 (Série Perdida) – Carina Rissi

Sinopse

Livro Desencantada, Carina Rissi, Beleza de livrosValentina de Albuquerque descobriu muito cedo que não é nenhuma princesa encantada. Em vez de bailes e romance, tudo o que a jovem deseja é encontrar um jeito de viver com dignidade longe do pai e da madrasta, que tem como hobby fazer da vida dela um inferno.

A oportunidade surge com uma proposta de casamento. Quase passando da idade de se casar, Valentina cogita aceitar. Seu coração não se alvoroça com o pretendente, mas ela não está à procura do amor. Seria um bom arranjo… se o capitão Leon Navas não cruzasse o seu caminho.

O misterioso espanhol é mal-educado, irritante, atrevido — além de lindo —, e Valentina ficaria muito feliz se jamais voltasse a vê-lo. Mas o destino parece decidido a reuni-los, e, após um equívoco embaraçoso, ela está noiva de Leon, de quem pouco sabe, exceto que seu coração dispara toda vez que seus olhares se cruzam e que irritação não é o único sentimento que o capitão lhe desperta.

Então Valentina sofre um terrível acidente. Assustada, porém disposta a provar que não foi um simples acas

o, ela vai atrás do responsável. Entre suspeitas, disfarces, segredos e contratempos, a moça acaba sucumbindo à irresistível e devastadora paixão, sem se dar conta de que o perigo ainda está à espreita…

Poderá uma garota nem um pouco encantada viver um conto de fadas e conseguir o seu final feliz?


Olá leitores lindos!!! Tudo beleza com vocês?

Eu não acredito que terminei de ler o quinto livro da série perdida, e meu coração está despedaçado gente! Vou contar o por quê!

Valentina é uma pessoa forte que depois da morte de sua mãe precisa conviver com seu pai que pouco lhe dá atenção e sua madrasta que a detesta e claro faz de sua vida a pior possível. Mas sua vida que até então, não havia surgido nada de interessante, além de um cachorro que teimava em segui-la e claro, conquistar seu coração, nada que pudesse causar uma reviravolta em seu destino. Até… conhecer o capitão Leon Navas. Apesar de todo rebuliço que o seu coração e seu corpo sentiu ao vê-lo, o encontro dos dois não foi um dos melhores baseado na espontânea combustão que surgiu ao trocarem “desaforos” um com o outro. Isso tudo, apenas porque eles queriam comprar a mesma coisa! Adoro isso nos romances, já li algo parecido kkk.

“Não deve confiar em um homem que já tem um amor, Valentina”, ela dissera certa vez. “Um marinheiro sempre vai voltar para o mar e deixá-la em casa cuidando dos filhos. Isso não é ser esposa, mas apenas uma governanta com benefícios”.

A vida de Valentina sofre uma grande reviravolta quando devido a um pequeno incidente com o capitão Leon Navas é flagrada agarrada com ele, dando a atender aos olhares curiosos que eles estavam tendo um momento “caliente”. Agora tudo o que faltava era ambos serem obrigados a se casar, e isso mesmo que acontece.

Mesmo os dois tendo suas implicâncias, é inegável perceber a conexão, a eletricidade que existe entre Valentina e Leon. Uma faísca que acende sempre que estão muito perto, ou implicando sobre algo que na verdade não tem importância, mas o ato de discutir sim. Esse livro parece bem normal até aqui, mas Carina Rissi decidiu colocar um drama enlouquecedor que me deixou extasiada durante a leitura, e devido a isso, assustei meus coelhos algumas vezes com meus gritos. kkkk , não foi por mal!

“Era melhor eu descobrir uma maneira de parar de sentir aquelas coisas quando estava perto dele, ponderei, antes que fizesse algo ainda mais estúpido que me casar com Leon Navas. Como lhe entregar o meu coração”.

O pior da vida de Valentina não era apenas se casar com uma pessoa que mal conhecia, mas ser empurrada do navio do seu noivo durante uma noite que estavam alguns amigos e familiares festejando. Valentina não sabe nadar, e depois que foi jogada ao mar foi socorrida por uma senhora que cuidou dela e também mostrou uma abotoadura de ouro que foi encontrado junto com seu corpo, não resta mais dúvidas a Valentina. Ela acredita piamente que seu noivo Leon Navas foi o homem que tentou assassiná-la. 

Livro Desencantada, Beleza de Livros, Resenha, Carina Rissi, Editora Verus

Antes disso eles tiveram uma discussão e na cabeça dela, o seu noivo tentou matá-la, assim como alguns acreditam que ele matou a noiva que ele tinha a tanto tempo atras, e agora que está considerada a morta a mais ou menos duas semanas, ela volta para descobrir a face do seu verdadeiro assassino. Para isso acontecer, a doce Valentina entra na casa de Leon disfarçada de homem para ser um criado e desvendar aquele mistério.

“No entanto devia ser seguro, pois desconfiei de que ele não chegou realmente a me ouvir, já que uma sombra cruzou o seu rosto e ele começou a rir. Um som vazio e triste, que por alguma razão fez minha garganta apertar”.

Afundado em sua tristeza e em busca da sua noiva que até foi considerada suicida, não deixará Leon perceber o que está embaixo do seu nariz, e o pior, que Valentina acredita que ele é o culpado. Uma coisa eu digo leitores, esse pode ser um jogo com intrigas, segredos, revelações que nem sempre pode ter um final feliz, como nos contos de fadas.

É interessante ver Valentina conhecer um pouco do universo onde apenas os Homens são bem aceitos, e muito engraçado se colocar em algumas situações que nem mesmo ela imaginava que poderia acontecer consigo, claro, além de se disfarçar de homem.

“Ela pensa que é água calma e suave, mas está enganada. Valentina é uma ressaca: toda turbulência e movimento”.

Amei o fato da Carina Rissi exaltar o Espanhol através do Leon, é uma língua que eu amo do fundo do coração. Nesse quinto livro, e acredito que seja o último da série perdida, me fez chorar de emoção e reviver outros momentos com personagens que cativaram meu coração como Ian, Sophia, Elisa e Lucas. Voltar a vê-los cada um ao lado do seu parceiro, foi indescritível.

Eu com certeza indico o livro desencantada. Um livro que nos mostra que para conseguir um final feliz e um príncipe encantado foi preciso passar por altos e baixos, não foi fácil. Um livro que nos mostrou o passado e o futuro. A Série perdida que me deixou perdidamente sem chão e sem palavras tamanho amor que sinto, e o meu coração se encontra despedaçado pois anseia por uma continuação.

“Raios! Leon mexia comigo de tal maneira que eu me perdia de minhas próprias resoluções!”.

 

 

Publicado em Editora Verus, Resenhas

Resenha|Encontrada #2- Carina Rissi

                                                                Sinopse

carina rissi

Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava.

As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar — e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva.

Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seu felizes para sempre é ela própria.


Olá queridos leitores! Tudo beleza?

Finalizei a leitura do segundo livro da série perdida, lembrando que a série é composta por cinco livros. Quem ainda não leu o primeiro livro, eu não recomendo que pule direto para esse, pois o primeiro é muito especial. A origem de tudo isso.

Depois de Sophia voltar para o século dezenove e para o amor da sua vida ela começa a entender como deverá ser sua vida agindo e sendo a Sra. Clarke. O primeiro livro foca tanto na questão dela tentar voltar a sua metrópole, que a gente nem pensa direito em como seria a vida da Sophia naquele século.

O fato de Sophia ser do século vinte um e do Ian ser do século dezenove coopera bastante para que algumas situações sejam entendidas do modo errado, ou simplesmente pela ignorância em determinado assunto se transformar em um belo desastre. E olha! Sophia se mete em cada uma que quando eu falo vai dar m****, acaba dando kkk.

“Duvido que qualquer cavalheiro que eu conheço tenha a sorte de se casar com alguém que dá sentido à palavra “monotonia”. E é preciso muito mais do que uma simples guerra de rolhas para que eu desista de você senhorita”.

Os dois continuam o mesmo casal que se ama perdidamente, mas Ian está escondendo alguma coisa de Sophia e quando Sophia percebe ela tenta ajudar, mas se enrola em algo que no século de Ian jamais poderia acontecer. Quando a gente descobre o que Ian estava escondendo de Sophia, é considerado ínfimo ao que Sophia escondeu dele.

20191218_110248.jpg

Quando a gente pensa que os felizes para sempre está se aproximando, é quando Ian descobre, é aí amigos, só lendo o livro para descobrir. Uma coisa é certa a pessoa que podia acabar com o Felizes para sempre, era a mais preocupada com isso, Sophia Alonzo. Em meio a segredos, casamentos, brigas, bailes, cetins, vestidos, e um enredo irresistível, você acaba navegando em uma história espetacular onde você torce pelo final feliz.

Ian me beijou. E o jeito como ele me segurou, a maneira como sua boca dominou a minha, foi assustador. Era como se ele não fosse me ver nunca mais, como se estivesse prestes a me perder, e isso o destruía”.

Apesar de Sophia ter escolhido viver naquele século com Ian, ela precisa entender que nem tudo é, como era no século vinte um. Muitas coisas não são permitidas e talvés ela precise mudar para tentar se adaptar aquela época. Mas se ela mudar, ela não será ela mesma, vocês não concordam?

Encontrada é um livro que parece um conto de fadas, a gente luta pelo “Felizes para sempre” se apaixona ainda mais pelo casal, e assim como Sophia, tenta se adaptar a uma nova realidade. Eu amei, espero que gostem assim como eu. Recomendo.

“Ele soltou um suspiro cansado conforme entrávamos e, enquanto eu o observava pelo canto do olho, entendi que, ao contrário do que diziam os contos de fadas, um beijo não faria tudo se acertar”.