Resenha|Opostos #5 – Jennifer L. Armentrout

                                                                                         Sinopse

Livro opostos, jennifer L. Armentrout, eu amo ler, livros, opostos, beleza de livros

KATY SABE QUE O MUNDO MUDOU DESDE A NOITE DA CHEGADA DOS LUXEN.

Ela não consegue acreditar que Daemon tenha se juntado à sua própria raça ou que vá ficar de braços cruzados enquanto esses novos Luxen tentam varrer todos os seres humanos e híbridos da face da Terra. No entanto, as linhas entre o bem e o mal não são mais tão nítidas, e o amor se tornou uma emoção que poderá destruí-la — na verdade, destruir a todos.

DAEMON FARÁ O FOR PRECISO PARA PROTEGER AQUELES QUE AMA, MESMO QUE PARA ISSO…

Eles terão que se aliar a um inimigo improvável se quiserem ter qualquer chance de resistir à invasão. Mas à medida que se torna cada vez mais difícil distinguir entre aliados e adversários, e com o mundo prestes a desmoronar, eles talvez tenham que abrir mão de tudo que lhes é mais precioso para garantir a sobrevivência de seus amigos. E da humanidade.

A TERRA ESTÁ EM GUERRA E, QUALQUER QUE SEJA O RESULTADO, O FUTURO JAMAIS SERÁ O MESMO PARA AQUELES QUE CONSEGUIREM SOBREVIVER.


Olá gente linda!!!! Como vocês estão tudo beleza?

Eu estou infinitamente triste e alegre depois de terminar essa saga maravilhosa chamada lux. Uma mistura bem estranha de sentimentos, mas o que dizer depois que você se  apaixona por alienígenas, não é mesmo? Só de dizer isso, eu já me sinto anormal kkkk. Convenhamos que Daemon não é qualquer alienígena, não mesmo!

Opostos é o quinto e último livro da série lançada pela editora valentina. Eu olho para esse livro e penso quanta coisa aconteceu, e antes de ler, eu respirei fundo e pensei: Quais surpresas ou tristezas, você me trará hein? Depois do jeito magnânimo que o livro originais terminou, eu fiquei ansiosa e com medo da continuação.

Toda humanidade da Terra já sabe que os Luxen existem, e tanto Daemon quanto Katy não imaginava que demonstrar isso para todos iria fazer com que sua raça viesse para terra, como se fosse ímãs, a partir do momento que isso aconteceu. Agora tudo ficará bem confuso, especialmente quando perceberem que os outros Luxen que chegaram na Terra agora possuem uma mentalidade e comportamento hostil e maléfico com os outros humanos. Uma coisa é clara, eles querem o nosso planeta, e acabar com os humanos é o seu objetivo.

-Eles são tão fracos e desorganizados. Inferiores. – Soltou uma risada grave, quase contagiosa. – Vai ser extremamente fácil dominar este planeta”.

opostos, saga lux, belezadelivros, euamoler, livros

O pior de tudo isso  é que assim que essa raça chegou na terra, eles se conectaram a todos os Luxen que já habitavam na terra formando um só pensamento, conectando suas linhas de raciocínio para todos pensarem igual. E isso foi junto com Daemon, Dawson e Dee. Os três sentiam como se fosses sugados por algo os puxando, e seguiram os outros da sua raça. Mas o que eles não contavam seria que Katy iria atrás de Daemon, iria procurá-lo nem que para isso precisasse fazer o impensável, colocando sua vida em risco.

” Ele virou a cabeça e me fitou. Nossos olhares se encontraram mais uma vez e, por um momento, pude perceber uma dor profunda naqueles belos olhos”.

Daemon sabe que tudo o que ele pensa, ou sente perto dos outros luxen, de alguma forma os outros descobrem. O que ele menos deseja no momento é que descubram que ele é apaixonado por Katy, e pior, que ele e seu irmão Dawson conseguiram retomar o controle de suas ações e pensamentos. E para isso acontecer, ele precisa agir como no princípio, um completo babaca, sem sentimentos.

opostos, saga lux, belezadelivros, euamoler, livros

Os dois vão precisar lutar com uma raça completa de luxen com atitudes perversas, nem que para isso seja necessário buscar um improvável inimigo como aliado para salvar suas vidas e de seus amigos.

“-Kat- falei, dizendo seu nome pela primeira vez em dias, permitindo a mim mesmo pensar nele. Assim que aconteceu, todas as minhas defesas ruíram”.

O início do livro é intenso e pertubador, você fica em dúvida sobre tudo, não sabe se Daemon se lembra da Katy, porque a narrativa é perfeita e complexa para o leitor ficar roendo as unhas, ansiando por saber logo a verdade. O que eu achei genial!

“Ele abaixou a cabeça até nossas bocas ficarem tão próximas que eu podia sentir o seu hálito. Era tão injusto. Desde o momento em que ele desaparecera, tudo o que eu queria era vê-lo de novo, tocá-lo,amá-lo, mas agora não sabia o que de fato estava parado diante de mim”.

Opostos é um livro bem construído, com personagens fortes, corajosos e românticos. Descrito de uma maneira que instiga nossa imaginação, onde um alienígena e uma humana provou que os opostos realmente se atraem. Muitas das vezes, no decorrer da leitura eu prendi a respiração, gritei e suspirei, no final, só me restou bailar com o livro e relembrar do início de tudo com um grande sorriso no rosto. Recomendo. Não só esse, mas todos os livros dessa saga. Espero que amem tanto quanto eu!

”   Nosso amor era do tipo verdadeiro, mais forte do que um planeta inteiro de alienígenas psicopatas ou do que todo um governo”.

Resenha|Ônix #2 – Jennifer L. Armentroud

                                                                            Sinopse

ônix livro, saga lux, beleza de livros

ESTAR CONECTADA A ELE É UMA DROGA!

Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja… esquentando.

ALGO PIOR DO QUE OS ARUM RONDA A CIDADE.

O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível!

ATÉ, QUE DE REPENTE, TUDO MUDA.

Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade.

NINGUÉM É O QUE PARECE SER. E NEM TODO MUNDO IRÁ SOBREVIVER ÀS MENTIRAS.


Olá gente! Como vocês estão? Tudo beleza?

Depois de Katy descobrir que seus vizinhos são áliens de luz, os luxen, que vieram de outro planeta e possuem super poderes, sua vida mudou drasticamente. O Daemon a trata como um cavalheiro, como se ela fosse uma pessoa muito especial para ele. Porem, Katy, acredita que ele não gosta dela, e essa aproximação bizarra que de repente ele demonstrou por ela é efeito da ligação existente entre eles.

A ligação que surgiu quando ele a curou. Agora é como se os dois fossem apenas um. O coração bate as mesmas batidas, no mesmo ritmo e sempre quando se aproximam, eles sentem a presença do outro, como um arrepio na nuca. Tudo que Daemon quer é demonstrar que gosta de Katy e mais do que isso. Mas a Katy se torna uma personagem nesse livro que muitas das vezes, chega a ser insuportável. A gente vê claramente o Daemon se esforçando, porém, ela sempre arruma uma justificativa para os seus atos.

“Dei mais alguns passos, parando ao sentir os dedos afundarem na terra molhada da margem. Um calor enlouquecedor fazia com que minha pele parecesse em brasa. Ardente. Cáustica”.

Em meio a tantas coisas, Katy descobrirá que de alguma forma pegou alguma “coisa” quando Daemon a curou, enquanto estava entre a vida e a morte. De repente ela perceberá que antes de tocar em alguma coisa, ou ela vai se mover, ou se afastar, explodir… O tipo de coisa inexplicável, que somente os Lux sabem fazer com seus poderes.

Saber lidar e conseguir controlar esses poderes recém descobertos será uma loucura, ainda mais quando Katy informar que deseja lutar contra os Arum, inimigos dos Lux. Tudo que Daemon quer é que Katy não se aproxime dos seus inimigos e o modo que ele tenta protegê-la de tudo é simplesmente lindo gente! Só que mesmo que ele não a ajude com isso, ela encontrará outra pessoa. Uma pessoa que Daemon não confia. Um cara gato, que estuda na mesma sala que Katy, e já demonstrou que tem interesse nela. 

“Não era justo com ele… nem com o Daemon. Não estava pronta para acreditar no meu vizinho, mas não podia continuar fingindo que não havia nada entre nós”.

SAGA LUX, LIVRO ONIX, EDITORA VALENTINA, BELEZA DE LIVROS, MYLENA FERNANDA, RESENHA, BLOG, JENNIFER L. ARMENTROUD

Daemon fará de tudo para que Katy acredite o quão importante é para ele. Demonstrará de diversas formas o quanto a deseja. E juntos vão embarcar em uma jornada, onde ela não acreditará no seu amor, e ele, como adora um desafio, irá provar que a ama. Katy tomará algumas decisões precipitadas e absurdas, o que me deu uma dor de cabeça, de tanto gritar com ela. E no final, todas as decisões que ela tomou, acarretará graves consequências. 

“Porque sei o que sinto aqui dentro. E, não sou o tipo de pessoa que foge das coisas, por mais difíceis que sejam. É melhor bater de cara numa parede de tijolos, do que passar o resto da vida imaginando o que teria acontecido”.

O grande problema que  gera algumas confusões no livro, é a confiança. A confiança será uma arma utilizada de diversas formas. A única pessoa que Katy precisará confiar será no Daemon, ainda que faça o contrário. Eles precisarão lidar com o DOD, o departamento de defesa, que de alguma forma, eles imaginam que sabem dos seus poderes. Apesar de todas as tristezas e mágoas que surgirá, algo muito interessante e inesperado acontecerá e nos deixará embasbacados.

Essa série é de causar arrepios. Você grita com os personagens e quase enlouquece quando um mal entendido é interpretado da maneira errada. Eu super Recomendo! Daemon e Katy não são normais. Nenhum dos dois com seus poderes extraterrestres. Mas, ao mesmo tempo, eles são perfeitos. O enredo e a maneira como dialogam encanta e irrita, isso que torna essa série tão especial.

“Acolhi de braços abertos aquela arrebatadora sensação. Minha visão mudou, parecendo pulsar em meio a uma cortina de névoa. Inclinei a cabeça ligeiramente de lado. A eletricidade impregnava o ar, devorando o oxigênio”.

Resenha|Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários #2 – Annie Darling

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

                                                                 Sinopse

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

É uma verdade universalmente conhecida que uma mulher solteira, em posse de um bom emprego, quatro irmãs mandonas e um gato carente, deve estar em busca do seu verdadeiro amor. Será?

Verity Love ― fã de carteirinha de Jane Austen e uma introvertida em um mundo de extrovertidos ― está perfeitamente feliz sozinha, muito obrigada. E seu namorado fictício, Peter Hardy, é muito útil para ajudá-la a escapar de eventos sociais indesejados. Mas, quando um mal-entendido a obriga a apresentar um total estranho como namorado para suas amigas, a vida de Verity de repente se torna muito mais complicada.

Uma namorada fictícia também pode ser bem útil para Johnny. Indo contra todos os instintos de Verity, ela se deixa convencer a fazer uma parceria com ele para um único verão recheado de casamentos, aniversários e festas no jardim, com apenas uma promessa: não se apaixonarem um pelo outro. Mas isso não tem nem chance de acontecer, pois Verity jurou nunca mais ter um namorado, e o coração de Johnny já tem dona…


Olá gente!!! Como vocês estão? Tudo beleza?

Quem conheceu a Verity Love na pequena livraria dos corações solitários, imaginava que o famoso namorado de quem tanto falava era falso. Pois é isso mesmo! Ela inventou um namorado fictício para suas amigas pararem de importuná-la e para fugir de eventos sociais. Ela é uma introvertida que gosta de escutar as pessoas, ouvir o barulho da cidade, mas não gosta de ser o centro da atenção desse núcleo.

Sua vida mudará drasticamente quando um dia suas amigas Nina e Posy a seguirem até o restaurante, pensando que ela se encontrará com Peter Hardy. O namorado imaginário e perfeito que idealizou para elas. Assim que notar a presença de suas amigas ela imediatamente se desesperará e irá sentar ao lado do primeiro cara que ela olhar no restaurante. E quem é esse? Ele é simplesmente lindo, com um azul estonteante nas íris, embora estivesse com certo olhar frio para ela.

“Nenhuma tatuagem perceptível no pescoço, não estava vestindo nada horrível, só uma camisa branca simples sob um blusão de um tom semelhante ao azul – esverdeado de seus olhos espantados. Ele vai servir, Verity decidiu. Assim, na emergência, ele vai servir”.

O nome dele é Johnny,  arquiteto, lindo, não tem namorada. Algo não está certo né galera? Ele não é gay, por incrível que pareça. Ele simplesmente ama outra mulher, que segundo ele é um amor impossível. Eu imaginei que essa mulher era apenas invenção para ele se encontrar novamente com Verity, porém, eu estava redondamente enganada. Eles armam um acordo para irem juntos aos eventos sociais, as festas com amigos, enfim, seriam apenas amigos e nada mais. A condição é que Verity não se apaixone por ele, e vice versa. Então está tudo certo. Verity prometeu não amar mais ninguém depois de seu último namorado e Johnny, apesar de possuir característica perfeitas, ama outra mulher.

“Johnny endireitou o corpo e presenteou Verity com um sorriso mais devastador do que qualquer outro de seus sorrisos anteriores. Ela ficou até um pouco tonta”.

Os dois apresentarão o seu parceiro a suas famílias, claro, como amigos. Porém, todos pensarão que eles estão saindo e dará uma maior força para isso. Principalmente os amigos e familiares de Johnny, isso porque todos querem que ele pare de pensar nessa mulher que ele ama e fique com Verity.

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

Depois de Verity descobrir quem é a mulher, ele falará bastante dela com um toque de drama que instantaneamente me deu uma crise de raiva. A mulher que ele ama é uma antiga namorada que se casou com o melhor amigo dele. Ele a ama, ela diz que o ama mais continua casada. É como um jogo, ela sabe que Johnny sempre estará aos seus pés, porque ele é louco por ela.

“Ele não olhou para outra mulher desde que ela se foi, dez anos atrás. Nem ia querer, porque ninguém estaria a altura dela. E eu puxei ao meu pai; me apaixonei pela Marissa todos esses anos atrás e nenhuma outra mulher vai conseguir tomar o lugar dela”.

Apesar de todos os motivos para Verity não se relacionar com ninguém, ela se apaixonará por Johnny. Uma das regras era ela não se apaixonar por ele. O coração dele já tem dona, e digamos que ele é um pouco obcecado por aquela mulher que representa, o amor colegial de tantos anos atrás, que ele não deixa no passado. E será nesse impasse de amor impossível e bastante drama que enlouquecerá o leitor.

Uma obra deliciosa e empolgante, composta por reviravoltas e um toque especial com frases da Jane Austen. Uma história irresistível  que nos instiga a torcer por um casal, onde ambos não acreditam que suas vidas amorosas possa incluir um final feliz. Super Recomendo!

“É por isso que somos apenas amigos. Eu jamais poderia amar um homem que não ama Orgulho e preconceito”.