Resenha|O erro – Elle Kennedy (Amores improváveis #2)

                                                              Sinopse

O erro, elle kennedy, amores improváveis, séries, resenhas, blog, amo livros, ler, eu amo ler, beleza de livros

Logan parece viver uma vida de sonhos. Com um talento incrível para jogar hóquei e um charme inato para conquistar mulheres, ele é uma das maiores estrelas da universidade de Briar. Mas por trás do característico sorriso maroto, ele esconde duas grandes angústias – a primeira, estar apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. A segunda, saber que sua vida, após a formatura, se tornará um beco sem saída.

Um dia, por acaso, ele conhece Grace, uma garota tão encantadora quanto intrigante. Tudo nela parece ser original e deliciosamente contraditório – tímida, mas cheia de vida. Doce, mas ao mesmo tempo forte e confiante. Logan se vê mais e mais envolvido por ela.

Até que um grande erro colocará o relacionamento desses dois em risco. Logan terá de se esforçar muito para reconquistar Grace – nem que para isso ele precise amadurecer na marra e encarar suas questões mais profundas e doloridas.


Boa noite genteeee! Como vocês estão? Tudo bem? Eu andei sumida e demorei muito mais do previsto para finalizar essa leitura. Eu não tive nenhum problema ao ler o primeiro livro dessa série e na verdade, até ansiei por esse livro, só que não conseguia começar…Simplesmente empaquei nessa leitura, mas já terminei e vou contar como foi. Bora lá!

O erro é o segundo livro da série amores improváveis, onde conhecemos a linda história de Logan e Grace. Logan é um dos melhores amigos de Garret, e como todos os seus amigos tem uma vida baseada em festas, bebidas, garotas, entre outras coisas, mas o pior é que ele é apaixonado por Hannah, quem é ela? A namorada de Garret, o maravilhoso casal do primeiro livro, o acordo (Resenha Aqui). Mesmo sabendo que é apaixonado pela namorada do melhor amigo, ele não consegue odiar o cara, ao contrário, ele se sente um merda por gostar de uma pessoa que não pode ser sua.

“Mas hoje à noite vou seguir com o plano original. Ficar bêbado. Pegar alguém. E que se dane o resto”.

Todas as suas dúvidas e certezas mudará quando conhecer Grace que vai entrar em sua vida de uma forma bem diferente do que eu imaginava, e essa forma de entrar e sair, fará com que ele volte a procurá-la. Grace é uma garota do primeiro ano da faculdade, tímida, inteligente e bastante tagarela rsrsrs, diferente de Logan que é bastante popular, um dos melhores jogadores do time de Hóquei e muito cobiçado pelas mulheres.

“Por que não posso me divertir com um cara no banheiro? Estou na faculdade, droga. Deveria estar aproveitando a vida, fazendo besteira, “me encontrando”, mas não fiz merda nenhuma o ano todo”.

O que começa apenas com encontros casuais, acaba se tornando algo maior. Logan começa a perceber que estar com Grace é bom, é fácil conversar, é simples e percebe também que não pensa em Hannah, e aí surge a pergunta que vale um milhão de dólares. Será que está usando Gracie para esquecer Hannah?

” Seria idiota da minha parte usar a garota como distração sem perceber, mas agora que me dei conta disso me recuso a continuar. Não seria justo com ela”.

Mais e daí se Logan não quer continuar quando o destino faz exatamente o contrário. Assim que decide tomar essa decisão, ele se vê obrigado a se aproximar de Grace. E tudo pode continuar como se nada tivesse acontecido, mas Logan acabará revelando que não deseja usar ela como distração e isso, será o bastante para Grace não querer ouvir falar de Logan e se distanciará.

O erro, elle kennedy, amores improváveis, séries, resenhas, blog, amo livros, ler, eu amo ler, beleza de livros

Mais sabe o que Logan conversado com Hannah vai descobrir? Que ele não era apaixonado por Hannah e sim apaixonado pelo casal que ela forma com Garret. Ele é apaixonado sim, mais pela forma que o casal é feliz, a forma que eles riem. Logan percebe que amava o relacionamento deles e queria isso para si. Só que ele cometeu o erro de deixar Grace ir embora de sua vida.

“Terminei com Grace porque a coisa não podia ficar séria mas agora concluo que era exatamente isso que eu queria”.

Agora Logan vai fazer de tudo para Grace voltar para ele, as coisas mais absurdas que jamais imaginaria fazer, irá realizar para conseguir mais uma chance com ela. Será divertido ver esse casal se conhecendo novamente, descobrindo mais sobre si, aprendendo com os erros, construindo uma base para o relacionamento, enfim, sendo felizes.

Eu super recomendo esse livro, e vale destacar que a mãe de Grace é hilária kkkk, uma personagem espetacular e diferente. Logan e Grace enfrentarão alguns obstáculos no caminho, e situações bem difíceis onde será necessário usar a maturidade  que ambos conseguiram para seguir em frente e não deixar nada abalar seu relacionamento. 

O erro, elle kennedy, amores improváveis, séries, resenhas, blog, amo livros, ler, eu amo ler, beleza de livros

A minha nota para esse livro de 0 a 5 é nota 5!!! O meu erro foi não ter lido antes, fiquei com um pouco de receio de não gostar e acabei amando a história e os personagens. É aquele tipo que nos faz pesquisar tudo, como por exemplo, aprender mais sobre sobre o jogo hóquei. Por que não né? É mais um amor improvável que arrebatou o meu coração. 

 

“Perco o controle. 

Simplesmente. Perco. O controle.

Caio em prantos feito um bebê, bem ali, na frente do pai de Grace.

Ele fica petrificado”.

Resenha|O acordo – Elle Kennedy (Amores improváveis #1)

Sinopse

Tocante, profundo, engraçado, sexy… ”O Acordo” é um romance que vai te encantar e surpreender a cada página.

o acordo, amores improváveis, elle kennedy, beleza de livros, eu amo ler, livros, blog, best seller, books, romance, séries, resenhasHannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha.

Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.


O acordo é o primeiro livro da série amores improváveis que impactou todas as minhas estruturas e superou todas as minhas expectativas. Eu amo um romance. Sabe aquele livro que você lê a sinopse e pensa “cara, esse é bom, eu queroooo, eu necessitoooo”, foi exatamente dessa forma. Nós conhecemos Hannah Wells, uma garota muito inteligente que possui uma paixão por um de seus colegas de classe Justin Kohl.

“Justin Kohl se demora perto da porta para falar com alguém, e meu olhar se fecha sobre ele como um míssel teleguiado. Lindo”.

Justin é jogador de futebol americano, famosinho na sua escola, é lindo, humilde, não anda agarrado com as meninas, enfim… exceto a beleza, na opinião de Hannah  ele é o oposto de Garrett Graham. Um cara lindo que é jogador de Hóquei, igual ao  pai super famoso que muitos de seus amigos de classe idolatram.

Hannah nunca imaginaria em toda sua vida que um dia Garrett, o cara popular da escola, capitão do time de Hóquei que vive agarrado com várias meninas, e consegue tudo o que quer, ao ver sua prova e notar que ela tirou 10 em uma matéria que ele precisa estudar urgentemente para sua média não cair e continuar jogando Hóquei, iria pedir aulas particulares. Isso mesmo, só que Hannah não aceitará. A resposta de Hannah será imediatamente não, porque primeiro, ela está se preparando para um campeonato de música então está com muito trabalho, e segundo, ela não planeja se misturar com pessoas da estirpe dele.

“Garrett nota o meu olhar surpreso e arqueia as sobrancelhas novamente. ” Aprendi um monte de coisas sobre você no grupo de estudos. Seu telefone, seu nome completo, até onde você trabalha”.

Parabéns, você é mesmo um psicopata”.

O que Hannah não imagina é que Garrett insistirá muito, até descobrir que ela está apaixonda por Justin, um de seus colegas. Então irá propor um acordo, ela ajuda ele com as aulas particulares, e ele finge que é seu namorado para ela se aproximar de Justin, ficando no mesmo núcleo social.

Durante suas aulas com Garrett, será completamente impossível Hannah não acabar gostando do cara, como amigo óbvio. Será muito divertido ver a amizade surgir entre eles. Os dois serão como melhores amigos que estarão sempre juntos, dividindo confidências e se aproximando a cada vez mais. Hannah perceberá que Garrett não é o cara idiota com excesso de estrelismo e burro que imaginava, ao contrário, cada vez que eles se aproximar a amizade deles ficará mais intensa. 

o acordo, elle kennedy, beleza de livros, blog, amores improváveis, resenha, eu amo ler, blog, livros, books, séries, editora paralela

Será bastante diferente para Garrett entrar em seu quarto e ver Hannah em sua cama assistindo a um episódio de uma série, ao invés, dele estar se agarrando com ela, o que faria caso não fosse sua “professora” e na sua perspectiva sua amiga. 

“Hum…O que você quer ouvir?”

“Qualquer coisa. Não me importo”. Fico espantada com a intensidade da sua voz, a emoção brilhando naqueles olhos cinzentos. ” Só preciso ouvir você cantando de novo”.

Apesar de começar a surgir um clima entre os dois, ambos, não querem que fique um clima ruim e acabem se afastando. Eles precisam se lembrar que Hannah é  apenas sua amiga, algo que nunca teve do sexo feminino e Garrett além de seu amigo é seu namorado fictício.

“Não achei que a nossa farsa fosse resultar em alguma coisa com a qual eu precisasse me preocupar mas, evidentemente, meu plano está funcionando muito bem. Kohl só tem olhos para Hannah, e não gosto disso. Nem um pouco”.

Só que um acontecimento do passado de Hannah fará com que eles se aproximem, e que de amigos passem para namorados. Os dois possuem feridas que apesar de serem velhas, não cicatrizaram, e juntos serão capazes de curar um ao outro, mesmo que o destino faça de tudo para separá-los. 

o acordo, elle kennedy, beleza de livros, blog, amores improváveis, resenha, eu amo ler, blog, livros, books, séries, editora paralelaEsse livro é maravilhoso, com certeza eu indico e posso ler mais dez vezes que minha resposta seria a mesma. Todos os amigos de Garrett possuem suas próprias histórias que fazem parte dessa saga apaixonante e espero encontrar esses personagens nos próximos livros. A autora soube abordar um tema muito delicado que serve para todos os jovens ficarem mais alertas, leiam. Nós somos envolvidos em um enredo que possui muita música, cenas divertidas, bastante humor com um gostinho de quero mais. Enfim, o amor pode existir até mesmo nos casos mais improváveis.

“Tenho um perfil ideal no que diz respeito a rapazes. Calmo, sério, temperamental. Criativo, se eu tiver sorte. Tocar um instrumento é sempre uma vantagem. Inteligente. Sarcástico, mas não de um jeito depreciativo. Sem medo de mostrar suas emoções. Alguém que me faça sentir…paz”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Resenha|Canções de Ninar de Auschwitz – Mario Escobar

canções de ninar de auschwitz, mario escobar, resenha, beleza de livros, blog, eu amo ler, real, livro sobre o nazismo, eu amo ler, livros, books

canções de ninar de auschwitz, mario escobar, beleza de livros

Sinopse

Neste livro, Mario Escobar conta a trajetória real de uma família que passou 16 meses encarcerada em um campo de concentração nazista. Helene Hannemann era alemã, mas mesmo assim optou por partir para Auschwitz junto de seu marido e os cinco filhos com ascendência cigana quando os policiais da Gestapo bateram à sua porta.

Por ser enfermeira, mas, sobretudo, alemã, Helene foi escolhida pelo médico Josef Mengele, mais tarde conhecido como ‘O Anjo da Morte’, para ser a diretora do jardim de infância do campo. No final da guerra, entre os papéis de Mengele, foi encontrado o diário que Helene manteve durante todo o seu período no campo de extermínio. Tendo como base a infeliz história daquela família, o autor nos emociona e surpreende ao narrar os medos, privações, torturas e até mesmo histórias de superação que milhares de pessoas vivenciaram sob o poder dos nazistas.


Este livro, Canções de ninar de Auschwitz não é somente uma história no papel, e sim uma história verídica que ocorreu na época do nazismo, exatamente em um campo de concentração. O autor narra de forma emocionante a luta pela sobrevivência de Helene Hannemann e de sua família.

Quem é ela? Uma mulher alemã, que tem cinco filhos e um marido cigano. A sua vida muda completamente quando alguns policiais aparece na sua casa e fala que precisam levar seu marido e seus cinco filhos para “campos especiais”. Os policiais procuram ciganos e seus descendentes, não pessoas alemãs, mas assim que falam que seus filhos serão levados junto com o marido, ela enfrenta-os e diz que vai para onde sua família for levada. 

“Meu coração começou a bater a toda velocidade, o ar parecia sumir do meu peito, mas continuei descendo as escadas com a esperança d que, mais uma vez, a desgraça passasse longe da minha vida. O que eu não sabia era que, daquela vez, estava destinada a sofrer”.

Depois de uma longa viagem em um trem onde passaram fome e sede, chegaram ao seu destino e um dos primeiros sofrimentos de Helene é quando separam ela e seus filhos para um campo e seu marido para o outro. O local onde são deixados é tão imundo, infectado que não serviria para nenhum ser vivo sobreviver. A estadia de todos ficará bastante complicada quando uma doença chamada tifo se espalhar com tamanha força entre algumas pessoas que o médico Josef Mengele, mais conhecido como “anjo da morte” decretará o extermínio não somente dessas pessoas, mais de todas as outras que sobreviviam nas proximidades.

“Eu sempre quis acreditar que, algum dia, todo mundo perceberia o que representava Hitler e seus amigos. Porém, não foi isso que aconteceu. Todos seguiram sua loucura fanática, transformando nosso mundo em um inferno de guerra e fome”.

Helene sabe que para possuir um pouco mais de comida para seus filhos precisa agir rápido e fazer algo que sabe para ajudar no acampamento, então começa a trabalhar como enfermeira, e assim sendo enfermeira ela acaba se aproximando de  Josef Mengele para pedir para não matar pessoas de tais barracões pois sabe que não estão infectados por doenças, e essa liberdade de falar o que pensa chamará a atenção de Mengele, afinal, ninguém desafia suas ordens. Ela contará que é Alemã e ele ficará sem entender porque ela prefere  permanecer naquele local, sendo que não é obrigada.

canções de ninar de auschwitz, mario escobar, resenha, beleza de livros, blog, eu amo ler, real, livro sobre o nazismo, eu amo ler, livros, books

O autor nos mostra claramente como é Josef Mengele, um homem doente que aparenta gostar das crianças, aparenta querer ajudar as pessoas e possui uma obsessão insana por gêmeos, estes que ele usa para fazer experimentos em laboratórios. Exemplo dessa dupla face é quando pede para Helene dirigir uma escola que pretende abrir ali, no campo de concentração de Auschwitz. 

O que eu achei mais lindo desse livro sabe o que foi? A coragem, determinação e força de Helene que mesmo estando em um campo de concentração e suspeitando da benevolência de Mengele, fez o seu melhor para ajudar aqueles que estavam em situação mais crítica que a sua, defendendo os mais fracos e ajudando o máximo de crianças a tentar esquecer, pelo menos enquanto estavam na escola, da triste situação em que se encontravam. As lágrimas que rolaram do meu rosto foram tantas que não tenho palavras para descrever, não foram poucas e não paravam mesmo que eu tentasse, leiam! Helene é uma mulher que teve seu destino selado por amar seu marido e seus filhos.

“Eu precisava continuar lutando por eles, precisava me agarrar à esperança, precisava encarar cada novo dia de frente, rezando para que aquele pesadelo terminasse de uma vez por todas”.

Só de pensar que essa personagem existiu, sabe qual é minha vontade? Passar a mão em sua cabeça e de seus filhos, abraçá-los em conjunto e dizer que eles são uns heróis, salvaram vidas de pessoas, buscaram o melhor em um local recheado de privações que nada tinha a oferecer, não deixaram que os nazistas corrompesse suas essências e suas dignidades, e que seu altruísmo Helene ficou na história e cravado no meu coração.

“Eu sorri. Naquele exato momento, percebi que sempre fui superior a eles e a todos assassinos que governavam aquele inferno. Sim, eles eram capazes de exterminar a vida de dezenas de milhares de pessoas em segundos, mas não podiam criar vida. Uma boa mãe valia muito mais do que toda aquela máquina assassina do regime nazista”.

Resenha|Devoção – Maya Banks (Trilogia Surrender)

                                                                              Sinopse

Primeiro ela testou os limites do desejo com a trilogia Breathless. Agora, Maya Banks, a autora best-seller #1 do NY Times, vai ultrapassá-los. Na trilogia Surrender, casais que desejam renovar seu compromisso vão perceber que um momento de desatenção pode custar muito caro…

devoção, maya banks, trilogia surrender,quinta essencia, leya, resenha, beleza de livros, blog, eu amo ler, livros, booksChessy e Tate estão casados há anos. No início, o relacionamento deles era tudo o que Chessy queria. Ela oferecia ao marido a submissão e, em retribuição, ele cuidava para que ela se sentisse completamente segura e feliz.Porém, em alguns anos, Tate . passou a dar menos atenção a Chessy, fazendo com que ela se sentisse em segundo plano. Cada vez mais infeliz em um casamento que havia sido, um dia, tudo o que ela tinha sonhado, Chessy sabe que algo de muito urgente precisa ser feito, antes que coloquem tudo a perder. Tate ama sua esposa.. Sentir-se provedor de Chessy sempre foi sua prioridade. Mas, ultimamente ela aparenta estar distante e infeliz, deixando-o preocupado. Tão preocupado que decide organizar uma noite muito especial, que pode reacender a chama que existia neles no começo.

Mas, uma ligação no momento errado quase coloca tudo a perder: a segurança de Chessy, o plano de Tate, a crença no amor… Ao perceber que estava prestes a perdê-la, Tate prepara-se para o grande embate da sua vida. Decidido a reverter a situação a qualquer custo e conquistá-la novamente, ele vai mostrar a ela que nada é mais importante do que o amor que sentem um pelo outro.


O livro devoção é o terceiro da trilogia Surrender, onde conhecemos a história de Chessy e Tate. Esse casal nós conhecemos no primeiro livro  rendição e no segundo devoção. Enquanto eu estava lendo os outros livros, eu ficava me perguntando porque Tate não dava mais atenção a Chessy , e passava diversos tipos de coisas na minha cabeça e com certeza de qualquer outro leitor que esteja lendo essa trilogia. As melhores amigas de Chessy são a Jossy do primeiro livro e a Kylie do segundo, então, nos livros anteriores nós ficamos sabendo que Chessy e seu marido estão passando por uma situação difícil no seu casamento. Um casamento de 7 anos. Mas o que poderia ser? Tate parece não notar que sua mulher está infeliz, ou será, que ele sabe e fecha os olhos para isso?

“Chessy adoraria poder dizer que sua própria vida amorosa- seu casamento- era tão incrível quanto os relacionamentos de suas melhores amigas”.

Chessy planeja contar para o marido como se sente, pedir mais atenção, pois ele coloca o trabalho em primeiro lugar, a deixando pelo terceiro, quarto plano, algo que é inadmissível para um homem como ele… Um homem que é dominador, que precisa colocar as necessidades da sua mulher a frente das suas, cuidando dela, tornando prioridade em sua vida. Só que Tate esqueceu do seu papel. Esqueceu que sua mulher é uma submissa e ele seu dominador. Tudo o que ele prometeu ao se casar…Não existe mais.

Como ela queria isso de volta! Como ela queria o marido de volta! Queria que as coisas fossem como antes da tentativa de ele ganhar a vida por conta própria, constituindo uma empresa de planejamento financeiro com um sócio que sumiu na primeira oportunidade e deixou-o na mão, atendendo sozinho a clientela”.

Tate só vai descobrir como anda o seu casamento, após Chessy desabafar toda sua angústia no dia que estiverem comemorando mais um ano de casamento. O dia que ele marcará um jantar, e não chegará, o dia que ele cairá na real e perceberá que está prestes a perder a mulher amada. O mais louco dessa história é que o personagem Tate, nem sequer pressentia como sua mulher estava infeliz, ele via que ela estava diferente, mas não sabia que o motivo era ele. Nos primeiros anos de casamento, colocava o mundo aos seus pés, agora não se importa tanto com isso.

devoção, maya banks, trilogia surrender,quinta essencia, leya, resenha, beleza de livros, blog, eu amo ler, livros, books

Chessy verá uma cena na noite da comemoração de seu casamento que a deixará chocada, revoltada, triste e pedirá um tempo para o seu marido, seu casamento… A gente começa a entender como Tate se sente, ele ama sua mulher e jamais pensou que um dia ela pudesse se separar dele, nunca imaginou isso, e em sua cabeça ela sempre estaria ali para ele, era algo concreto, que ela sempre estaria ao seu lado. Ele fará de tudo para reconquista-la, tudo mesmo… E quando está no caminho, ele receberá um telefonema bem na hora errada, um telefonema que pode ser o ponto final para a sua relação.

“Tate não conseguia respirar. Uma mão invisível parecia apertar sua garganta sem piedade, privando-o de oxigênio. As palavras de Chessy pareciam tão…Definitivas. O fato de que merecia cada uma delas fazia o pânico se espalhar por seus nervos. Uma vida sem Chessy era impensável”. 

O telefonema que Tate recebeu, permitiu que algo muito ruim acontecesse com sua mulher e isso é algo que pode ser imperdoável para ele. Nesse momento a gente começa a pensar como será o final do livro, será se ficarão juntos, será se ele vai mudar? E no meio da história a gente tenta compreender porque Tate está tão longe… Será que ele trai ela? Seria esse um dos motivos?

“Ele passou a mão pelos cabelos, sentindo-se abalado. Chessy o imobilizou com o peso de seu olhar e sua expressão acusadora e, ao mesmo tempo, devastada.

-Ah desculpe-me, Tate. Deixei você chateado? Que egoísta da minha parte não dar a você toda a minha atenção”.

Enquanto lia os livros anteriores, eu ansiava cada vez mais para ler esse, para tentar entender Tate, afinal, foram anos ignorando sua mulher, não cumprindo o papel de dominador. Esse livro não superou as minha expectativas. Eu amo todos os livros da Maya e esse foi o único que ao terminar, senti falta de algo, uma continuação na história. 

Sabe aquele livro que a todo momento, você sente que o personagem vai fazer uma burrada? Eu senti isso ao ler esse livro. Tate é um personagem que ao mesmo tempo que eu queria passar a mão na cabeça e dizer que vai ficar tudo bem eu queria bater e chutar.

Eu já li muitos livros que tratam sobre dominação e submissão, e realmente gosto, a única coisa que não gosto é quando a mulher deixa trabalhar, porque já tem o marido para suprir suas necessidades, porque o marido pediu que o fizesse. Na minha opinião toda mulher precisa de sua independência, ainda mais financeira.

Enfim… A trilogia encerrou e meu coração está encharcado de amor por esses personagens. Eu recomendo esse livro, afinal, a história é muito boa e a escrita da Maya, como sempre, perfeita!

“Aquela seria a maior luta de sua vida, e Tate estava totalmente pronto para a batalha. Não haveria amarras capazes de prendê-lo diante da tarefa de reconquistar Chessy, seu amor, sua fé, sua confiança. Ele queria tudo. Em troca, ele se daria inteiro para ela”.

Resenha|Roube o meu coração – Susan Mallery

Sinopsecapa roube o meu coração

Há dez anos, Maya Farlow partiu o coração do sensual Del Mitchell. Superindependente, ela não soube lidar com esta paixão avassaladora e decidiu fugir. Agora, Maya precisa trabalhar ao lado de Del para promover a cidade de Fools Gold. Por mais que este charmoso bad-boy esteja decidido a não se envolver com Maya novamente, ele é viciado em adrenalina. E nenhuma de suas aventuras radicais foi tão emocionante quanto entregar seu coração para Maya.

 


 

Boa tarde gente!!! Tudo bem?

Eu comprei esse livro porque eu senti uma ligação com a personagem, assim que a li a sinopse. Qual ligação? Ela é uma jornalista e eu uma estudante de jornalismo. Então assim que li a sinopse, comprei porque isso me chamou atenção.

Maya Farlow era apaixonada por Del Mitchell, e ele por ela, quando eram apenas jovens com seus 18 anos e pensavam que tinha o mundo todo a frente. Mas tudo mudou quando Maya com suas inseguranças fugiu de Del, abandonando-o e  mentindo  que não o amava insegura do amor que Del sentia por ela.

Agora após 10 anos eles se reencontram na mesma cidade e como se não fosse ruim, eles precisam trabalhar em um projeto juntos. O pior para Maya é que ela não consegue se desculpar com Del por tê-lo abandonado e finge que nada aconteceu. Finge que são apenas amigos que depois de anos se reencontraram.

“Por um segundo, enquanto a observava, ele se lembrou de como era antes. Quando Maya não estava tanto no comando. Quando olhava para ele com os olhos arregalados, a boca tremendo pouco antes que a beijasse”.

Só que as coisas não vão acontecer conforme Maya imagina e quanto mais se aproximarem, mais forte será a energia que une os dois. Só que Dell mesmo trabalhando com Maya em um projeto para cidade de Fools Gold, tem uma teimosia de não confiar nela. Não confiar nela como pessoa e profissional, e isso pode ser irritante no livro, porque passamos a conhecer Maya, e notarmos que não é mais a menina imatura que era a 10 anos antes.

“Eles eram tão jovens, pensou ela com saudosismo. Tão confiantes de seus sentimentos pelo outro. Tão certos do futuro. Mesmo que ela soubesse exatamente o que tinha acontecido e por quê, mesmo sem querer desejava que tivesse sido diferente. Que ela tivesse sido diferente”.

O trabalho de ambos, consiste em mostrar os pontos turísticos da cidade e o amor de pessoas que depois de anos permanecem juntos, por meio de vídeo, onde Del aparece na câmera e Maya como filmadora e editora. Essa aproximação dos dois, vai faze-los pensar no e se…estivéssemos juntos desde os 18 anos? Como seria? Será que teríamos sidos felizes? E principalmente… ainda nos amaríamos? São perguntas que fazem a si mesmo.

roube o meu coração, beleza de livros, blog, resenhas, Susan Mallery, best seller, romance, harper collins

Uma coisa é concreta, depois de Maya ter fugido de Fool`s Goold, seu futuro abriu um leque de possibilidades, que sua cidadezinha não permitia, dentre elas, poder fazer faculdade e Dell se aventurou pelo mundo a fora, aproveitando tudo o que a vida pode proporcionar, até mesmo criando uma prancha, ganhando muito dinheiro e sendo reconhecido como um grande empreendedor. Então, apesar de tudo, a separação dos dois os ajudaram a conhecer mais o mundo.

“Del tinha reivindicado seu coração e, até onde ela sabia, nunca o tinha devolvido”.

É…. Maya chegará a essa constatação, depois de se entregar para Del. O laço  que une os dois se entrelaçará, os tornando apenas um só. Maya entenderá o “porque” de nunca ter conseguido ficar muito tempo em um relacionamento, o porque de nunca dar certo com outras pessoas, ela enfim, descobre que depois de todo esse tempo, ela ainda era apaixonada por ele.

E mesmo com medo de confiar em Maya, Del lhe dará uma chance, uma chance aos dois. Só que um terrível segredo que Maya guarda, pode afastar os dois para sempre. Um segredo que ela prometeu não contar, mais todas as vezes que estão juntos falta sufocá-la. E Del vai descobrir. O que vai acontecer? LEIAM!!!! kkkk. Só digo uma coisa, o final são várias ondas de emoções que te deixará, atenta a tudo, com os olhos bem abertos, respiração presa, e o coração em descompasso.

Esse livro não é um dos melhores que li, mas também não é ruim. Gostei de saber um pouco mais de minha futura profissão e o medo da Maya em aparecer na frente das câmeras é algo que realmente acontece, e ela mostrou sua imensa capacidade Jornalística por detrás das lentes.

roube o meu coração, beleza de livros, blog, resenhas, Susan Mallery, best seller, romance, harper collins, mylena fernanda

 

Minha nota de 0 a 5 é 4. Confesso que tinha uma partes do livro que achei que era apenas enrolação, mas outras compensou. Eu recomendo pois é daqueles livros gostosinhos perfeito para ler em uma tarde. E quem sabe… Ele não acaba roubando o seu coração…

“ESTE LUGAR É ERRADO, A HORA ERRADA, MAS EU QUERIA QUE VOCÊ SOUBESSE MESMO ASSIM. EU AMO VOCÊ. E AMEI PELOS ÚLTIMOS DEZ ANOS. EU SÓ NÃO TINHA PERCEBIDO. NÃO IMPORTA O QUE ACONTEÇA, VOCÊ SEMPRE TERÁ UM LUGAR NO MEU CORAÇÃO”.

 

 

 

 

Resenha|Um lugar para o amor – Sherryl Woods

                                                                                                       Sinopse

um lugar para o amor, beleza de livros, sherryl woods, amo ler, livros,resenhas, harper collinsAbandonado pelos pais e separado dos irmãos, Ryan Devaney jamais deixou que alguém se aproximasse demais. Afinal, as pessoas não ficavam por muito tempo Mas sua sorte muda quando a porta de seu bar irlandês é escancarada por uma ruiva intensa e apaixonada pela vida. Maggie O’Brien decide que chegou a hora de derrubar de uma vez por todas a muralha de gelo em torno do coração de Ryan. Ele insiste em afirmar que não acredita no amor, mas o sorriso radiante e o toque carinhoso de Maggie fazem com que mude de ideia pouco a pouco.

Um espírito solitário que encontra conforto… O despertar de sonhos há muito esquecidos… Ryan se dá conta de todo o tempo perdido e agora seu maior desejo é reencontrar os irmãos. Mas ele estaria pronto para aceitar o desafio de Maggie, e reservar dentro dele um lugar destinado ao amor dela – para sempre?


 

Eu não conhecia nenhum livro dessa autora, e confesso que comprei o livro porque estava na promoção. Eu li em uma tarde de domingo e o que posso dizer….? Valeu a pena!!! Eu como uma pessoa super apaixonada por romance, me apaixonei por Ryan Devaney.

Ele é um personagem que não acredita no amor, pois quando era pequeno, ele o mais velho, junto com seus irmãos foram separados por meio da justiça, já que os pais não os tratavam como deveriam cuidar dos seus filhos. Isso quebrou algo dentro de Ryan, a ponto da gente pensar que ele jamais se recuperaria.

Mesmo após tantos anos, ele se sente culpado, porque quando a assistente social informou que eles iriam se separar, ele não fez nada, e mesmo sendo uma criança, acha que devia ter feito algo. Agora ele não é mais uma criança assustada, e sim um homem que se tornou rico, isso… Agora ele é  proprietário de um Bar Irlandês.

um lugar para o amor, beleza de livros, sherryl woods, amo ler, livros,resenhas, harper collins

Ryan é um cara muito solitário, nunca deixa ninguém se aproximar demais, pois no seu conceito, assim que ele abre o seu coração para alguém essa pessoa depois vai embora. Mas isso, não envolve nenhum relacionamento amoroso e sim as feridas que ele guarda de seus pais irresponsáveis e de  seus irmãos que foram separados quando eram apenas crianças indefesas.

E tudo muda quando em uma noite entra uma ruiva que ele acha deslumbrante, seu nome… Maggie O’Brien. Tudo o que Maggie precisa é de alguém que arrume o pneu do seu carro, entretanto acaba conhecendo Ryan. No decorrer do livro, os dois vão se aproximando, por causa de Maggie que começa a sentir algo por Ryan, porque se dependermos de Ryan ele não se aproxima de ninguém.

Maggie possui uma família grande e barulhenta… Tudo o que Ryan tanto quis, mas nunca teve, e isso faz com que ele não queira se aproximar dessa família. Mas assim como Maggie a família dela, é muito persistente e vai fazer todo o possível para ele fazer parte da família, mesmo que ele faça o contrário.

Os dois vão se aproximar aos poucos, Maggie vai fazer de tudo para tirar Ryan daquele buraco escuro que ele vive, e Ryan tentar se convencer de que ele não é o homem perfeito para ela. Aos poucos suas vidas vão se enlaçando e Ryan começa a se perguntar se seria tão ruim assim, ter um compromisso com alguém. Só antes de Ryan se comprometer com alguém precisa resolver alguns problemas do passado… Como encontrar os seus irmãos, pedir perdão, e quem sabe assim será feliz.

Esse livro nos mostra a importância de uma família, os melhores momentos que podemos partilhar e a infelicidade daqueles que não possuem uma. Eu super indico que vocês leiam essa obra maravilhosa e que junto com Ryan vejam a escuridão da vida começar a se dissipar, ganhando brilho ,e enfim… felicidade.

Frases

“Ainda assim, não conseguia desviar o olhar de Ryan. Afinal, ele era a fantasia feminina de um irlandês moreno e sensual”.

“O pânico desaparecerá com o tempo. Ryan também não é tolo. Um dia enxergará o que está a frente dele.

_Que Deus o ouça – retrucou Maggie, fervorosa”.

Maggie parece saber tudo o que precisa.

-Enão cabe a mim protegê-la de si mesma.

-Ela não lhe agradecerá. As mulheres não costumam gostar que os homens pensem por elas.

“Como poderia fazê-lo entender que, no momento em que Maggie o tocasse, passaria a fazer parte de sua alma? E que, a partir daí, teria o poder de destruí-lo se um dia o deixasse”?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Resenha|Esplendor da honra – Julie Garwood

Sinopse

Esplendor da honra, beleza de livros, blog, livros, julie garwood

Na corte feudal inglesa, a dócil Lady Madelyne sofre com as excentricidades cruéis do irmão, o Barão Louddon. No entanto, durante a vingança contra um crime sórdido, o Barão Duncan de Wexton – o Lobo – comanda seus soldados contra Louddon. Como o prêmio, ele captura Madelyne. 

Todavia, quando o lobo pousa o olhar sobre a orgulhosa beldade, é tomado por um sentimento que jamais sentira e jura protegê-la com a própria vida. Então, uma vez que a paixão entre ambos se tornou inevitável,será que eles darão uma chance ao destino e se entregarão de corpo e alma a esse amor imperativo e selvagem?                


A história se passa na Inglaterra no ano de 1099 onde a autora alterna pelo ponto de vista de Madelyne e Duncan.

Lady Madelyne já estava cansada dos abusos que sofria de seu irmão, o barão Louddon, então planeja uma fuga, mas antes ela decide salvar o pior inimigo de seu irmão, o barão Duncan de Wexton, que seu irmão fingindo uma trégua deixou-o entrar em sua fortaleza para em seguida amarrar sua mãos, tirar praticamente todas as sua roupas e deixá-lo congelando no frio, fazendo um espetáculo para todos assistirem.

Duncan não foi até Louddon imaginando que a trégua realmente seria cumprida, pois ele conhecia bem o homem inescrupuloso que Louddon era, ele foi com um plano bem arquitetado onde fazia parte que fosse mesmo capturado. Lady Madelyne vai até Duncan e mesmo com muito medo solta as mãos do barão e começa a ajudá-lo a sair daquele lugar, e a primeira reação de Duncan é ficar hipnotizado pela visão de Madelyne. Ele imaginava que a irmã de Louddon era bonita pelas descrições, mas o que ele viu o deixou sem palavras, pois ela não era bonita e sim uma beldade.

Esplendor da honra, beleza de livros, blog, livros, julie garwood

A pergunta que não quer calar é: Por que a irmã de Louddon estaria salvando-o? Seria alguma armadilha? Um plano de Louddon? Isso era o que se passava na cabeça de Duncan, enquanto ela dizia para ele segui-la ele apenas observava a virada que ele não imaginava que aconteceria no seu plano.

A vida de Duncan e Madelyne se entrelaçam a partir do momento em que ela decide aquecer os seus pés… como? Ela pegou os seus pés gelados enfiou-os debaixo das suas roupas, apoiando no seu abdomêm. Esse foi um dos gestos mais altruísta que Duncan já tinha visto, mas ele sabe que não pode ficar pensando nessas coisas, ele tinha um trabalho a fazer e de repente pega Madelyne informando que não estava atrás de seu irmão e sim dela. Duncan puxa mão de  Madelyne e a carrega  para a fortaleza de Louddon.

O primeiro pensamento de Madelyne é que ele está louco, mas assim que chega ao pátio ela percebe que de louco ele não tem nada, a sua frente ela ver centenas de soldados de Duncan preparados para a batalha e se agarra a ele o deixando-o um pouco desconcertado. O que não podemos esquecer é que Madelyne é irmã de Louddon o pior inimigo de Duncan e isso ele sempre repete a si mesmo.

A paixão, energia e amor que existe entre os personagens é de ficar com os olhos marejados. Observar o convívio de Duncan e Madelyne é maravilhoso. Nós vemos aquela personagem tímida, recatada, indefesa, ganhar coragem, força, liberdade,vida… E Duncan? Nós vemos um guerreiro incapaz de sorrir sorrindo, convivendo com a família, protegendo com unhas e dentes aqueles que ama.

Madelyne diz tudo que se passa na cabeça, já Duncan não gosta quando questionam sua ordens o que muita das vezes será divertido a ponto de gargalhar em alto e bom som. A gente pode imaginar o final, como um bom conto de fadas, mas com Julie Garwood é melhor se preparar para uma dose de suspense.

Eu indico esse livro. É daqueles que você vira à noite e anseia que a história não acabe.

Frases

“Lembrou-se que ela a irmão do inimigo, nada mais, nada menos do que isso. Bela ou não, ela era seu títere, a armadilha para apanhar o demônio”.

“Dunca era o seu Odisseu. Era seu amante, seu protetor, seu salvador contra o irmão”.

“Sim…Ela era mais tigresa que gatinha agora”.

“-Levará meu coração com você, meu adorável captor.

-Não, Madelyne. Eu sou o seu prisioneiro de corpo e alma”.