Resenha|Submissão – Maya Banks (Trilogia Surrender)

                                                                                                          Sinopse submissão, maya banks. trilogia, surrender, beleza de livros, amo livros, resenha, blog, eu amo ler, livros, leitura

Maya Banks, a autora de romances eróticos best-seller do The New York Times, está acostumada a romper barreiras. Com a trilogia Breathless (Obsessão, Delírio e Fogo), ela testou os limites do desejo ao contar a história de três amigos e suas relações amorosas um tanto picantes. Agora, com a trilogia Surrender, Maya quer ultrapassá-los. Em Submissão, segundo livro da série,ela nos conta a história de Kylie, uma mulher assombrada pelas lembranças tortuosas do passado, explorando ao lado de Jensen, um homem dominador, as possibilidades de um recomeço como ela nunca poderia imaginar.Os fãs de romances eróticos vão adorar a sequência do livro Rendição. E aqueles que ainda não conhecem os encantos da escrita de Maya Banks nunca mais vão abandoná-la.


O livro submissão é o segundo da trilogia Surrender. Eu li a mais ou menos um ano o primeiro livro chamado Rendição e amei muito! Agora eu comprei os outros dois livros da trilogia que são submissão e devoção. Quem conhece os livros da Maya Banks sabe que ela é uma autora top de linha de romances erótico e esse livro submissão superou todas as minhas espectativas.

Kylie trabalha em uma empresa com Jensen e Dash. Ela é uma assistente administrativa. Dash é recém-casado com uma de suas amigas a Joss, esses que são os protagonistas do primeiro livro. Kylie não suporta trabalhar tão perto de Jensen, mas pelo fato dele não parar de observá-la, olhar para ela como se soubesse tudo de sua vida. Na sua percepção ele parece um cara bastante controlador, incapaz de expressar qualquer tipo de emoção.

“Ela o odiava. Sentia-se como um inseto sendo observado em um microscópio. Kylie não duvidaria de que ele soubesse até quando ela ia ao maldito banheiro”.

Jensen é o tipo de homem controlador e protetor que Kylie quer com todas as forças manter distância. Mas tem algo… que não deixa Jensen afastar. Ele não suporta olhar para ela e ver fisicamente seu cansaço como se carregasse o mundo nas costas. As olheiras escuras nos olhos, a cara de quem não conseguiu dormir por um minuto. Então para isso acabar ele propõe um desafio. O desafio é tirar Kylie da sua zona de conforto. Ele decidir confiar grandes contratos da empresa para Kylie apresentar no seu lugar, preparando-a para ser sócia sua e de Dash e para conversarem sobre isso, ele marca um encontro com ela no restaurante.

“Desafio. Ela era um desafio. Tinha que ser isso, porque ele simplesmente não conseguia resistir a um desafio. Mesmo ao tentar descobrir o mistério que o fazia ser atraído por uma mulher que não o correspondia, ele sabia que era um maldito mentiroso”.

Jensen acabará se apaixonando por Kylie, só que não será fácil a relação dos dois, porque para ter uma chance de ter um relacionamento com Kylie será necessário abrir mão do controle, o domínio sexualmente falando. Isso porque Kylie não suporta pensar que está a mercê de um homem sem poder se defender, devido, a série de abusos físicos provocados pelo seu próprio pai quando era apenas uma criança indefesa.

submissão, maya banks. trilogia, surrender, beleza de livros, amo livros, resenha, blog, eu amo ler, livros, leitura

O seu pai que ao invés de proteger ela e seu irmão, abusava de ambos. Quando estava sóbrio abusava dela bem consciente do que estava fazendo e quando estava bêbado, ele ia atrás do seu irmão falecido, Carson, o primeiro marido de Joss e melhor amigo de Dash. Um dia seu irmão e ela conseguiu fugir, depois de alguns anos ele morreu e o seu pai… ela nunca soube o que aconteceu com ele e não pretende descobrir , ainda menos encontrá-lo.

“Kylie! Kylie! Me escute. Sou eu, Jensen. Você está segura, amor. Deus por favor, volte para mim. Não vou machucar você. Nunca vou machucá-la”.

E devido a uma série de pesadelos com seu passado ela não consegue dormir, por isso tanto cansaço e olheiras. Mas tudo muda quando passa a dormir com Jensen que a faz sentir protegida e amada. Só que ele também tem os seus próprio demônios, ele tentando ajudar Kylie, vai abrir feridas do seu passado a muito tempo fechadas. Ele também sofreu muito no seu passado, quando sua mãe era abusada fisicamente, maltratada na frente do próprio filho pelo próprio pai. Jensen não suporta isso, homem que bate em mulher, machuca, maltrata… E para ter um futuro com Kylie vai abrir mão de todo controle na cama… Desde que tenha Kylie para sempre.

“Estou sob seu comando, Kylie. E não ofereço isso a ninguém. Só para você. Sempre para você”.

Nós não podemos esquecer de Joss e Chessy que são as melhores e únicas  amigas de Kylie que são inseparáveis, então nós vemos muitooo elas no livro. Amo isso. A amizade que elas possuem, a confiança e em todos os livros elas estarão unidas, ajudando uma a outra. Algo que é muito comum nos livros da Maya a amizade e o amor.

Kylie e Jensen vão passar por poucas e boas, a ponto de nos deixarmos com o cabelo em pé de tanto agonia. Este livro está super recomendado!!! Leiam! A autora soube abordar um tema muito importante que é o abuso, algo que tem ocorrido muito mesmo ultimamente. Eu chorei com esse livro, e na minha opinião é um dos melhores da Maya Banks. Foi emocionante ver o crescimento e envolvimento dos personagens.

Muita coisa vai rolar… Eu queria apenas uma continuação com esse casal que conquistou meu coração, espero encontrá-los no próximo livro.

Eu recomendo ler o primeiro livro da trilogia, antes desse, mas caso estejam ansiosos por essa leitura… leiam! Já adianto que contém spoiler do primeiro livro.

“Ele nunca acreditou muito em sorte ou destino, mas no momento em que colocou os olhos em Kylie percebeu que ela era seu destino. O problema era se ele seria o dela”.

Por que você ler?|Beleza de Livros

Galera!!! Esse é o primeiro post do blog e sobre o que eu vou falar?
O porque que eu leio..
     Ler é algo maravilhoso, quando as pessoas falam que viajam lendo, acredite, eu também viajo lendo, a partir do momento que abro o livro e leio o primeiro parágrafo.
     É bastante interessante como pequenas letras juntas, pode transformar vidas, para algumas pessoas são apenas letras e não significam nada. Porque? Nunca permitiu ser envolvida pelos livros, a pessoa tem o livre arbítrio para escolher qualquer livro para ler, mais opta por assistir a uma série, um filme, sair, fazer qualquer coisa, menos ler.
     Ler nos ajuda a entender melhor outras vidas, então você se pergunta, como? Nos ajuda a sentir empatia pelo próximo ao ponto da gente sentir na pele o que o personagem está vivendo, também nos ajuda a rir de algo engraçado que poderia acontecer conosco, faz chorar de emoção com um relacionamento que persistiu até o fim ou nos faz chorar de tristeza, quando alguém morre por causa de uma doença terminal.
     Tudo que foi supracitado são coisas que podem acontecer na vida real e quando você ler, acompanha tudo que a personagem sente, faz, pensa, é como se você fosse o personagem… Loucura né… mais é assim que funciona.
     Quando abrimos as janelas dos nossos corações para os livros, não conseguimos mais fechar, pois é tanto sentimento e emoção que ás vezes não cabe no peito. O universo dos livros é simplesmente belo, uma oportunidade que você dar ao livro pode dar mudar muita coisa ou talvez não, mais de alguma forma muda o seu conceito de pensar, acrescenta o seu “repertório”.
     É isso… Não são apenas livros, são vidas que estão parados na estante empoeirados devido ao tempo, ou  na livraria, biblioteca…Esperando você para viajar naquelas letrinhas e entender que eles sempre estão ali esperando o seu tempo,  você que decide dar uma chance ou não.