Publicado em Editora Valentina, Resenhas

Resenha|Ônix #2 – Jennifer L. Armentroud

                                                                            Sinopse

ônix livro, saga lux, beleza de livros

ESTAR CONECTADA A ELE É UMA DROGA!

Graças ao seu abracadabra alienígena, Daemon está determinado a provar que o que sente por mim é mais do que um efeito colateral da nossa bizarra conexão. Em vista disso, fui obrigada a dar um “chega pra lá” nele, ainda que ultimamente nossa relação esteja… esquentando.

ALGO PIOR DO QUE OS ARUM RONDA A CIDADE.

O Departamento de Defesa está aqui. Se eles descobrirem o que o Daemon pode fazer e que nós estamos conectados, vou me ferrar. Ele também. Além disso, tem um garoto novo na escola que, tal como a gente, guarda um segredo. Ele sabe o que aconteceu comigo e pode ajudar, mas, para fazer isso, preciso mentir para o Daemon e ficar longe dele. Como se isso fosse possível!

ATÉ, QUE DE REPENTE, TUDO MUDA.

Vi alguém que não deveria estar vivo. E tenho que contar ao Daemon, mesmo sabendo que ele não vai parar de investigar até descobrir toda a verdade.

NINGUÉM É O QUE PARECE SER. E NEM TODO MUNDO IRÁ SOBREVIVER ÀS MENTIRAS.


Olá gente! Como vocês estão? Tudo beleza?

Depois de Katy descobrir que seus vizinhos são áliens de luz, os luxen, que vieram de outro planeta e possuem super poderes, sua vida mudou drasticamente. O Daemon a trata como um cavalheiro, como se ela fosse uma pessoa muito especial para ele. Porem, Katy, acredita que ele não gosta dela, e essa aproximação bizarra que de repente ele demonstrou por ela é efeito da ligação existente entre eles.

A ligação que surgiu quando ele a curou. Agora é como se os dois fossem apenas um. O coração bate as mesmas batidas, no mesmo ritmo e sempre quando se aproximam, eles sentem a presença do outro, como um arrepio na nuca. Tudo que Daemon quer é demonstrar que gosta de Katy e mais do que isso. Mas a Katy se torna uma personagem nesse livro que muitas das vezes, chega a ser insuportável. A gente vê claramente o Daemon se esforçando, porém, ela sempre arruma uma justificativa para os seus atos.

“Dei mais alguns passos, parando ao sentir os dedos afundarem na terra molhada da margem. Um calor enlouquecedor fazia com que minha pele parecesse em brasa. Ardente. Cáustica”.

Em meio a tantas coisas, Katy descobrirá que de alguma forma pegou alguma “coisa” quando Daemon a curou, enquanto estava entre a vida e a morte. De repente ela perceberá que antes de tocar em alguma coisa, ou ela vai se mover, ou se afastar, explodir… O tipo de coisa inexplicável, que somente os Lux sabem fazer com seus poderes.

Saber lidar e conseguir controlar esses poderes recém descobertos será uma loucura, ainda mais quando Katy informar que deseja lutar contra os Arum, inimigos dos Lux. Tudo que Daemon quer é que Katy não se aproxime dos seus inimigos e o modo que ele tenta protegê-la de tudo é simplesmente lindo gente! Só que mesmo que ele não a ajude com isso, ela encontrará outra pessoa. Uma pessoa que Daemon não confia. Um cara gato, que estuda na mesma sala que Katy, e já demonstrou que tem interesse nela. 

“Não era justo com ele… nem com o Daemon. Não estava pronta para acreditar no meu vizinho, mas não podia continuar fingindo que não havia nada entre nós”.

SAGA LUX, LIVRO ONIX, EDITORA VALENTINA, BELEZA DE LIVROS, MYLENA FERNANDA, RESENHA, BLOG, JENNIFER L. ARMENTROUD

Daemon fará de tudo para que Katy acredite o quão importante é para ele. Demonstrará de diversas formas o quanto a deseja. E juntos vão embarcar em uma jornada, onde ela não acreditará no seu amor, e ele, como adora um desafio, irá provar que a ama. Katy tomará algumas decisões precipitadas e absurdas, o que me deu uma dor de cabeça, de tanto gritar com ela. E no final, todas as decisões que ela tomou, acarretará graves consequências. 

“Porque sei o que sinto aqui dentro. E, não sou o tipo de pessoa que foge das coisas, por mais difíceis que sejam. É melhor bater de cara numa parede de tijolos, do que passar o resto da vida imaginando o que teria acontecido”.

O grande problema que  gera algumas confusões no livro, é a confiança. A confiança será uma arma utilizada de diversas formas. A única pessoa que Katy precisará confiar será no Daemon, ainda que faça o contrário. Eles precisarão lidar com o DOD, o departamento de defesa, que de alguma forma, eles imaginam que sabem dos seus poderes. Apesar de todas as tristezas e mágoas que surgirá, algo muito interessante e inesperado acontecerá e nos deixará embasbacados.

Essa série é de causar arrepios. Você grita com os personagens e quase enlouquece quando um mal entendido é interpretado da maneira errada. Eu super Recomendo! Daemon e Katy não são normais. Nenhum dos dois com seus poderes extraterrestres. Mas, ao mesmo tempo, eles são perfeitos. O enredo e a maneira como dialogam encanta e irrita, isso que torna essa série tão especial.

“Acolhi de braços abertos aquela arrebatadora sensação. Minha visão mudou, parecendo pulsar em meio a uma cortina de névoa. Inclinei a cabeça ligeiramente de lado. A eletricidade impregnava o ar, devorando o oxigênio”.

Publicado em Editora Valentina, Resenhas

Resenha|Obsidiana #1 – Jennifer L. Armentroud

                                                                                                       Sinopse

livro obsdiana, editora valentina, eu amo ler, livros, jennifer l. armentroud, livros, books

COMEÇAR DE NOVO É UM SACO.

Quando a gente se mudou para o interior, bem no início do último ano do colégio, eu já vinha me preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices… Até dar de cara com o meu vizinho gato, alto de dar tontura e com intimidantes olhos verdes. Hummm… os prognósticos estavam melhorando.

ATÉ QUE… ELE ABRIU A BOCA.

Daemon é irritante. Arrogante. Dá vontade de matar. A gente não se dá bem. Não mesmo. Mas, quando um caminhão quase me transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão e aí, bom, algo inesperado acontece.

O ALIEN GATO (MEU VIZINHO) ME DEIXA COM UM RASTRO.

Você me ouviu bem. ALIEN! A verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em mim brilha como lua cheia, e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Deamon, até a magia alienígena desaparecer.

QUER DIZER, ISSO SE EU NÃO MATAR O CARA PRIMEIRO.


Olá gente!!! Como vocês estão? Tudo beleza?

O que dizer dessa belezura chamada Obsidiana? É o primeiro livro da série Lux atualmente composta por cinco livros. Ele é divertido, leve e maravilhosamente bem escrito com um enredo de tirar o fôlego e deixar as pernas bambas.

Em busca de começar uma nova vida Katy e sua mãe se mudam para uma cidade pequena no interior, onde tudo é muito longe, internet lenta e para piorar sua mãe insiste que ela faça amizade com os vizinhos que segundo ela tem mais ou menos sua idade. Perfeito para ela sair do “casulo”.

Apesar de sua mãe ter dito que o seu vizinho era um cara “gostosão”, ela não imaginava que fosse tanto. Ela decide pedir uma informação para o cara e ele na moral, tira ela de uma forma bem arrogante chamando-a de boneca com grandes olhos vazios meio retardada, kkkk. Gente!!! Eu juro que ele disse isso! Eu ri muito , porque a cena foi bem engraçada e  Katy na mesma hora ficou possessa, afinal, ele tinha sido bem escroto com ela. O problema de Katy é que ela perdeu o pai para o câncer e a situação ficou bem difícil para ela e sua mãe suportar, então ela meio que se fechou para as pessoas.

“Eu costumava evitar todo tipo de confronto, mas esse cara conseguiu ligar meu interruptor de barraqueira como ninguém”.

livro obsidiana, eu amo ler, beleza de livros, eu leio, mylena fernanda, resenha, editora valetina, jennifer l armentroud

O cara mal humorado que tratou Katy de forma tão ruim, foi simplesmente Daemon Black, e apesar dele querer distância dela, a sua irmã Dee não pensa da mesma maneira. Ao contrário, Dee quer mais do que tudo uma amiga “normal”, ela faz de tudo para Katy ser sua amiga, e insiste para o seu irmão deixar. Só que Daemon fará de tudo para afastá-la afirmando que não precisam de alguém como ela.

“Ele parou de falar e respirou fundo, baixando o olhar para a minha boca aberta. Prendi o ar. Notei um brilho nos seus olhos, mas ele piscou e escondeu o que quer que houvesse ali”.

Katy ficará bastante desconfiada quando perceber que eles são pessoas bem diferentes, como por exemplo, as outras pessoas olham para eles com medo, os alunos da escola não se aproximam deles, e os amigos que possuem entre eles, são todos trigêmeos. Algo não está certo. Até que um dia, em uma de suas brigas com Daemon, ela correr sem direção alguma e quase ser atropelada por um caminhão. Era para estar literalmente morta, porém, assim que abriu os olhos viu o caminhão parado a milímetros do seu rosto.

O motorista estava completamente congelado, era como se o tempo tivesse parado. Daemon estava concentrado, com respiração pesada, fazendo esforço, com uma luz intensa amarelo-avermelhada que o transformou completamente, em algum ser de luz. Esse era o mistério, tanto Dee quanto Daemon são seres alienígenas que vieram de um planeta bem distante e possuem super poderes. Loucura né? Mas é a verdade.

“Sou capaz de qualquer coisa, gatinha. Matar para proteger minha família é algo que eu não hesitaria em fazer, mas não é nada com que você precise se preocupar”.

livro obsidiana, eu amo ler, beleza de livros, eu leio, mylena fernanda, resenha, editora valetina, jennifer l armentroud

O planeta deles foi destruídos e eles vieram parar aqui na Terra. O grande problema disso tudo é que Daemon parando o caminhão, deixou um rastro em Katy que permite que os inimigos dos Luxen, que são eles, descubram onde eles estejam e usem Katy como isca. Esse rastro é como se fosse uma árvore de natal brilhando bem forte, então até esse rastro desaparecer, será necessário ela ficar grudada com Daemon até estar segura novamente.

Então começará uma relação de gato e rato entre eles, porém, a atração mais forte ainda. Daemon tratou Katy mal apenas para ela não se aproximar de sua gente e ficar segura. Agora o problema será provar que gosta dela, mesmo depois de suas grotescas atitudes.

Eu recomendo muito!!! Esse livro me lembra um pouco crepúsculo. Muitas das situações são semelhantes, porém, não igual. Leia e descubra por você mesmo, porque eu já vou para o segundo livro dessa série arrebatadora.

O grito que ele soltou me rasgou por dentro, aumentando o medo e transformando-o em raiva e angústia. A luz do Daemon flamejou, ofusgante e concentrada…”.