Resenha|Melhor que a encomenda – Lauren Blakely

Sinopse

Livro Melhor que a encomendaDepois de várias desilusões, April desiste de buscar relacionamentos e passa a focar toda a energia no trabalho, até que surge uma daquelas reuniões familiares.

Ela sente-se feliz solteira… mas encarar os interrogatórios de seus pais, da irmã e de todas suas tias casamenteiras durante um fim de semana prolongado é uma ideia desesperadora. Então, ela pensa numa solução prática: contratar um acompanhante.

Parece uma tarefa simples: levar um namorado que deve servir tanto para impressionar a família quanto para afastar pretendentes indesejáveis.

Theo é o candidato ideal. Lindo, simpático, atencioso e o principal: depois do fim de semana, ele recebe o pagamento e cada um segue sua vida.

Esse era o plano…

Só que dividir momentos engraçados e inventar histórias pode ter o efeito oposto…


Oi meus amores! Tudo beleza com vocês? Quem já ouviu aquele ditado de nunca julgue um livro pela capa? Eu preciso confessar que comprei esse livro porque achei a capa muito linda, e a sinopse bem tentadora. Imagine só! Contratar alguém como namorado de aluguel, apenas para sua família te deixar em paz e acreditar que enfim, você achou sua alma gêmea e vai poder ser feliz, e quem sabe, voltar para casa. Foi isso que nossa amada April pensou, mas nem tudo saiu como o planejado.

Enfim, ela achou o cara que vai apresentar a sua família e nós já somos capturados pelo diálogo divertido e mentiroso que se desencadeia em alguns minutos entre April e Théo. April trabalha com pintura corporal profissionalmente, mas não é qualquer artista não, ela é uma das melhores desse ramo. Théo é barman e “ator” e claro que para ele, vai ser apenas mais um trabalho que vai fazer sem hesitar e com a grana ajudar seu irmão com um “probleminha”… mas… não foi bem assim.

Já desempenhei vários outros também. Já vivi um vendedor, um cafetão, um palerma ingênuo e um namorado inseguro. O segredo está nos olhos, e em colocar o coração no personagem que você está vivendo”.

A reunião familiar de April vai durar 5 dias e nesses 5 dias muita coisa vai acontecer. É uma reunião com uma série de coisas para fazer em equipe e de repente Théo se verá em uma família grande, barulhenta e bem competitiva. Falar para as pessoas que está namorando é fácil, o difícil é provar isso e no meio da narrativa nós começamos a perceber que entre April e Théo não é necessário um roteiro, algo a seguir, pois assim que começam a conversar o diálogo flui e a química é inegável.

Melhor que a encomenda, Romance, Livros, Lauren Blakely, Editora Faro, Resenha, Beleza de Livros, belezadelivros.com

” Pare com isso. A história parece verdadeira porque você contratou um ator, sua  idiota”.

Apesar de possuírem muitas afinidades em comum, e até mesmo teorias, Théo começa a perceber o quão sua vida é  diferente da vida de April, e mesmo tendo ciência que ela precisa de alguém como ela, que seja de boa situação financeira e da altura dela, isso não o impede de se ver completamente apaixonado por ela. 

“Meu coração se acelera, salta dentro do peito, e eu quero avisá-lo para ter calma. Mas corações não dão ouvidos à razão”.

Melhor que a encomenda é um romance divertido e sensual que vai deixar o leitor suspirando entre as páginas e enlouquecido nos últimos capítulos. É o primeiro romance que leio dessa autora e sendo meu tipo de leitura, digo que não é o último. Será que a ficção pode se tonar realidade? Leia e saberá!

Um livro estilo filme da sessão da tarde que vai te deixar com um gostinho de quero mais e a procura de um Théo ou April na sua vida. Recomendo.

“Meus pais não precisam se preocupar, pois o Théo não pode me machucar. Quando um relacionamento não existe de verdade, não há possibilidade de se sair magoado”.

Resenha|Fuck Love (Louco Amor) – Tarryn Fisher

                                                                                     Sinopse

fuck love, tarryn fisher, louco amor, beleza de livros, resenha, belezadelivros, mylena fernanda, faro editorialHelena Conway se apaixonou.

Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.

Kit Isley é o oposto dela – desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu.

Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito… se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga.

Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz…

“Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio; sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente.”

Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas.

Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.


Olá leitores lindos e maravilhosos! Tudo beleza com vocês? Eu estou pensativa depois de finalizar a leitura de Fuck Love, obra de Tarryn Fisher, uma autora que ou você ama ou odeia. Se bem que ás vezes, você pode sentir os dois kkkk. Ela tem o grande talento de criar personagens reais até demais e situações que você pensa ” Cara que loucura! Isso pode acontecer comigo!

Fuck Love não é diferente, afinal, imagina se você se apaixonasse perdidamente pelo namorado da sua melhor amiga. O que você faria? Helena Conway fica desesperada a notar que sente alguma coisa por Kity Isley após um sonho louco onde eram casados, possuíam família e eram muito felizes. Agora o que ela faz se tudo isso não se passou de um sonho? Tudo que era para ficar apenas na sua cabeça, ela passa a sentir toda vez que estão perto dele, mas seria pior se ele sentisse o mesmo não concordam?

“Depois que ele se vai, olho-me no espelho e percebo que há ovo em meu cabelo. Como se não bastasse, constato que não estou tão gata quanto imaginava. Nem perto disso, aliás”.

Helena é uma personagem desastrada e um pouco atrapalhada mas que me divertiu bastante, a autora soube desenvolver a história de forma que não pensássemos “ela está traindo a amiga”, até porque nada acontece até que os pontos do “I” tenham se ajustado. Momentos especiais que Kity  passar com Helena fará ele olhar para ela com outros olhos, mas o que ele pode fazer se ela é melhor amiga da sua namorada né.

“Percebo que estou vulnerável, e quase sempre me sinto como uma mulher insignificante -alguém que um homem pode trair e depois alegar que cometeu um erro. Não quero ser ” a garota que deixou o cara”, quero ser “a garota que o cara jamais deixaria ir embora”.

fuck love, louco amor, beleza de livros, resenhas, mylena fernanda, editora faro editorial, tarryn fisher, belezadelivros

Kity é um cara que me tirou do sério ao longo da leitura, eu percebia que ele gostava de Helena, mas não admitia os seus sentimentos. Eu fiquei com muita raiva dele, mas entendia que ele não queria magoar sua namorada Della. O pior de tudo isso, foi a própria namorada perceber a atração mútua existente entre eles, mas não querer perdê-lo. Isso me lembra tantos relacionamentos abusivos onde a pessoa faz até o inimaginável para não perder o cara que ama.

“Esse é o lado ruim de ser jovem. Você não faz ideia de todas as mudanças que estão por vir. E quando elas enfim, chegam, não importa o quanto as pessoas o tenham avisado, você de fato fica surpreso”.

Helena considera mais importante sua amizade com Della do que ficar com Kitty, e isso é lindo, colocar os amigos em primeiro lugar, mas nem sempre o que queremos é o que será. O que fazer quando se ama o namorado da sua melhor amiga, e seu próprio namorado a traiu de maneira sórdida. O melhor a dizer é Foda-se o amor!

“Se pudessem ver o que se passa no meu coração, elas entenderiam o motivo da minha maquiagem estar toda borrada”.

Tarryn Fisher arrasou e arrebatou o meu coração criando personagens tão reais que sinto que eles existem. Essa diva abordou temas como família, amizade, juventude e relacionamentos de uma maneira que cativou minha total atenção. Esse livro me ensinou que ás vezes você pode pensar todo um futuro, formar uma casa com muitos tijolinhos, mas isso também pode ser destruído e a vida pode fazer outros planos para você. Recomendo!

“Eu deveria mostrar lealdade a ela, afinal, as amigas devem vir em primeiro lugar. Mas será que essas regras sagradas conseguem sobreviver a realidade?”.

 

Resenha|Deixada para trás – Charlie Donlea

                                                                              Sinopse


Deixada para trás, resenha, beleza de livros, charlie donlea, faro editorial, livros, blog de livrosNicole e Megan são alunas do último ano da high school de Emerson Bay, uma cidadezinha na Carolina do Norte. Certa noite de verão, elas desaparecem de uma festa à beira do lago. A polícia realiza uma busca intensa, mas não encontra nenhuma pista. Quando já haviam perdido as esperanças de encontrá-las com vida, Megan aparece, milagrosamente, ao conseguir escapar do cativeiro escondido nas profundezas da mata.

Um ano depois, Megan lança um livro contando o seu martírio naquelas duas semanas, e, imediatamente, ele se torna um best-seller e a converte de uma heroína em celebridade nacional. Trata-se de um relato triunfante e inspirador, exceto por um detalhe inconveniente: Nicole continua desaparecida.

Lívia, irmã mais velha de Nicole, aluna de patologia forense, espera que um dia, em breve, o corpo de Nicole seja encontrada, e caberá a alguém como ela analisar a evidência e determinar finalmente a causa da morte de sua irmã. Em vez disso, a primeira pista do desaparecimento de Nicole surge de outro corpo que chega no necrotério onde ela trabalha. É de alguém ligado ao passado de Nicole. Então, Lívia entra em contato com Megan para contar a descoberta, e pedir mais detalhes da noite em que duas foram sequestradas. Como outras garotas também desapareceram, Lívia começa a acreditar que existe uma forte ligação entre todos aqueles casos.

No entanto, Megan sabe mais do que revelou em seu livro. Lampejos de memória surgem, apontando para algo mais sombrio e monstruoso do que descrito em suas arrepiantes memórias. Quanto mais ela e Lívia se aprofundam, mais se dão conta de que, às vezes, o verdadeiro terror está em encontrar exatamente o que estávamos procurando.


Eu estava um pouco apreensiva para ler esse livro, afinal, depois de ler a garota do lago, eu entrei em uma ressaca literária terrível. Mais uma vez Charlie Donlea mostrou o poder de sua escrita e escreveu um suspense recheado de reviravoltas nos instigando a ler até o final.

Nicole e Megan não são amigas e nem colegas apenas estudam na mesma escola. Nicole sempre possuiu um tipo de “inveja” de Megan, pois ela já foi líder de torcida, participou de vários projetos que beneficiam muitas pessoas e, além disso, Megan é querida por todos. Diferente de Nicole que sempre faz de tudo para chamar atenção, passando por situações que deixariam qualquer pessoa envergonhada.

Charlie Donlea, Resenha, deixada para trás, beleza de livros

Elas não possuíam nada em comum, até aquela noite as duas serem sequestradas. A diferença é que Megan consegue fugir, já Nicole fica desaparecida, sendo que na noite do sequestro ela tentou fugir, alcançou o carro, pegou o telefone e ligou para a irmã mais velha Lívia. Só que Lívia não atendeu o telefone.

Um ano depois Nicole continua desaparecida, Megan escreve um livro que conta um pouco sobre as duas semanas que ficou sequestrada e Lívia como médica legista pensa que um dia o corpo de sua irmã vai chegar no necrotério para ela definir como foi sua morte.

E realmente chega o corpo… O corpo não é de Nicole, menos mal, é somente um corpo que foi assassinado e depois foi jogado no rio. Após Lívia analisar o corpo descobre que a pessoa morreu mais ou menos um ano atrás, devido ao estado alarmante de decomposição do corpo.

É descoberto a identidade dessa pessoa e é informado nos noticiários. O nome é Casey Delevan e após o seu nome e seu rosto aparecer na televisão, uma amiga de Nicole chamada Jéssica reconhece o rapaz como namorado de Nicole no verão em que ela desapareceu.

Jéssica fala para Lívia que eles namoravam e  a partir daí Lívia começa a investigar o desaparecimento de sua Irmã. Lívia começa a descobrir coisas que não imaginava que Nicole seria capaz de fazer e começa a se perguntar onde está sua irmã que na infância ia para sua cama com os livros de Harry Porter.

No decorrer do livro o autor vai alternar os capítulos para o ponto de vista de Nicole antes do sequestro. Nicole é um garota que gostava de aparecer e se sentir admirada, desejada pelos outros. Como ficar sem sutiã nas frente dos outros, se exibindo e provocando os rapazes e se sentir superior aos outros, e além disso, o que ela não suportava era Megan estar saindo com um antigo namorado dela, Matt, por isso ela se insinuava, provocava Matt sempre que podia. Ela odiava Megan.

Lívia sempre ler um pouco do livro de Megan, mais não suporta a celebridade que ela virou por causa disso, pois em todas entrevistas as pessoas falam somente de Megan, não de Nicole. As pessoas esqueceram Nicole, mais o que Lívia não sabe é que Megan não é a mesma garota cheia de vida, alegre de um ano atrás. A Megan de agora é mais triste, tem lapsos de memórias do cativeiro, não se lembra de muita coisa, pois foi drogada por um medicamento chamado cetamina.

Megan aceitou que fizessem o livro dela, participou das entrevistas com um sorriso que não era igual antes, agora é um sorriso mais fechado, menos alegre, menos autêntico… Tudo o que ela quer é falar de Nicole, mais os outros querem saber apenas daquela que conseguiu fugir, pois é disso que a mídia gosta, porém, Megan nunca se esqueceu de Nicole.

Lívia se encontra com Megan as duas conversam e juntas vão descobrir quem é o sequestrador.

O sequestrador não é um homem e sim um monstro. Um monstro que criou o próprio mundo fechado, onde sequestra as mulheres a fim de que elas os amem. Mulheres que ele deseja que estejam dispostas e ansiosas para se entregar para ele, e aquelas que não estão dispostas podem facilmente serem castigadas. Ele faz um X na parede quando a pessoa fica rebelde a ele, se continuar faz outro X e no terceiro X, ele a mata e chora sobre o corpo delas dizendo que as ama.

O sequestrador droga as mulheres com cetamina na comida, um remédio capaz de causar alucinações deixando a pessoa ter apenas flashback do local onde está. Na cabeça do sequestrador ele quer apenas cuidar das mulheres e não entende como mesmo amando elas, elas não retribuem.

A cetamina se aplicada em uma grande quantidade causa overdose, e assim a Médica Legista Lívia vai descobrindo corpos de mulheres que continham esse medicamento no estomago e junto com Megan vai se aproximando da verdade. Depois de algumas terapias Megan se lembra da pessoa que a sequestrou e junto com Lívia vão até o cativeiro. A pessoa é alguém que eu nunca imaginei e muito menos Megan.

O sequestrador pode ser um pouco óbvio no começo do livro, mais o autor soube escrever de uma forma que no final, tivesse uma reviravolta e a gente ficasse sem palavras com a descoberta. Lendo eu senti uma adrenalina terrível como só Charlie Donlea é capaz de causar. Nicole é uma personagem que eu senti muita raiva, ela era muito estúpida, porém, no decorrer do livro eu conheci a verdadeira Nicole e a compreendi. Esse livro abalou todas as minhas expectativas e junto com Nicole eu chorei e torci para ela ser encontrada.

O livro que li não acontece apenas no papel. Não mesmo. Acontece no mundo todo. Ás vezes tudo o que a pessoa precisa é desabafar, contar algo que está acontecendo, pedir ajuda e ninguém escuta.

Quantas pessoas desaparecem do nada e não são encontradas? O que aconteceu? Pode muito bem ter sido sequestrado(a) por algum psicopata que anseia que essa pessoa seja só sua e de mais ninguém, um monstro com uma cabeça doentia que obriga as pessoas a desejá-lo, amá-lo… E geralmente são pessoas que a gente nem imagina.

Qual é o seu maior arrependimento? O maior arrependimento de Lívia foi não ter atendido o telefone.

Eu com certeza recomendo esse livro. Conheça Nicole e Megan e entenda essa história que vai tirar seu ar e te deixar querendo mais um capítulo.

 

FRASES

“UMA VIDA PODE ACABAR, O DOUTOR COLT LHE DISSERA, MAS ÁS VEZES SEU CASO VIVE PARA SEMPRE”.

“OLHANDO NOS OLHOS DELA, ELE BALANÇOU NEGATIVAMENTE A CABEÇA.

-TEM IDEIA DO QUANTO ME DÓI QUANTO SE COMPORTA DESSE JEITO?”. 

“ENLAÇOU O CINTO EM TORNO DOS TORNOZELOS DELA, APERTANDO-O COM FORÇA E, ENTÃO, DE FORMA SÁDICA, PUXOU-A DE VOLTA PARA O PORÃO ATRAVÉS DA JANELA”.

“DEIXAR AS JOVENS, PRESAS, ASSUSTADAS E IMPOTENTES PARA AQUELE QUE AS SOLICITOU ENCHIA-O DE EUFORIA”.

” TODAS ME CONHECEM  COMO A GAROTA DO MEU LIVRO, OU COMO A GAROTA DE ANTES DO SEQUESTRO. NÃO SOU MAIS NENHUMA DAS DUAS”.