Publicado em Editora Arqueiro, Resenhas

Resenha|O Resgate do Tigre #2 – Colleen Houck

Sinopse

A maldição do Tigre, Beleza de LivrosKelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas.

Além de lutar contra macacos d’água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos.

Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey.

Em O resgate do tigre, a aguardada sequência de A maldição do tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.

A épica saga dos tigres já foi lançada em 18 países e ocupou os primeiros lugares na lista dos mais vendidos do The New York Times.


O Resgate do Tigre é o segundo livro dessa saga que conquistou milhares de leitores. Ren está mais firme do que nunca em conquistar Kelsey, e mesmo que seja preciso lutar contra ela mesma para mostrar que foram feitos um para o outro, nada o fará desistir. Ren vai mostrar para Kelsey o quanto a ama, o quanto deseja que eles fiquem juntos e até mesmo vai lutar, para no final ganhar o seu coração.

“Vou logo avisando, Kelsey. Sou um homem extremamente paciente. Fui treinado a exaustão a esperar o inimigo. Minha vida como tigre me ensinou que a persistência e a diligência sempre vale a pena. Considere-se advertida, priyatama. Eu estou numa caçada. Já farejei seu cheiro e nada vai me deter”.

Kelsey teme se apaixonar pelo Ren, mas o que ela mais temia aconteceu, se vê perdidamente apaixonada por ele. Mas não só Ren está apaixonado por ela, como seu irmão Kishan. Há mais de trezentos anos, quando um homem maléfico chamado Lokesh os transformou em tigre, foi devido o Kishan ter se encantado pela filha dele, e a paixão que o dominava o cegou a ponto de colocar ele e seu irmão em perigo.

O Resgate do Tigre, Collen Houck, Romance, Livro Collen Houck, Beleza de Livros

E por incrível que pareça quanto mais nós conhecemos Kishan nesse livro, nos surpreendemos mais, ele é parecido com Ren, porém, carrega uma imensa culpa por dentro por ter destruído a vida de tantas pessoas, e por cometer o mesmo erro novamente, se apaixonando por Kelsey. A mulher do seu irmão.

“Na verdade, eu tenho pena de Kishan. Ele perdeu a pessoa que mais amava. É por isso que devemos aproveitar ao máximo nosso tempo juntos. Nunca se sabe quando alguém que você ama vai ser tirado de você”.

Quando enfim, Ren e Kelsey decidem ficar juntos, o que eles mais temiam acontece. O homem que os amaldiçoou ainda vive e planeja acabar com a vida de Kishan, Ren e da misteriosa mulher que o deixou mega curioso e ansioso para saber porque o despertou tamanhas sensações nele. Ren vai proteger Kelsey e para isso, vai confiar no seu irmão, vai confiar sua vida a seu irmão e ele será capturado por Lokesh.

Agora me digam leitores. Essa obra é um romance ou uma tragédia? Somos transportados em uma história onde permeia a cultura Indiana, sua religião, conhecemos algumas mitologias e somos fisgados pela beleza do cenário como se estivéssemos de fato naquele lugar, com aqueles personagens.

O Resgate do Tigre, Collen Houck, Romance, Livro Collen Houck

“Ele me puxou para perto e me aninhou junto ao seu peito. Experimentei a sensação de culpa por me sentir confortada nos braços de Kishan, mas rapidamente peguei no sono, sem outros incidentes”.

O que não pode acabar são suas jornadas em busca da salvação dos dois príncipes, e mesmo que Ren não esteja mais com eles, nós temos Kishan que a cada capítulo nos conquista com sua beleza, seu charme, empatia e encantadora forma de expressar-se. Eles passaram por provas que seriam inimagináveis, mas ninguém imagina que aqueles homens são tigres não é mesmo? Kelsey sendo humana passa por muitas mais dificuldades, até mesmo na selva.

“Ofeguei de dor quando as garras de Freddy Krueger, com quase 300 quilos por trás delas, rasgaram minha coxa e panturrilha. Mas a boa notícia era que o urso não tivera a intenção de machucar. Havia sido só um tapinha de amor, avisando que já estaria de volta”.

O que eu posso garantir é que sem dúvidas os últimos capítulos e a volta de Ren vão deixar os leitores impactados com tamanha emoção, sensações e uma profunda curiosidade em ler o próximo livro. Esse é o livro que vocês jamais podem deixar de ler quando começar essa saga. É onde surgem perguntas que não são respondidas e que aguça nossa imaginação com várias especulações. O que o autor queria? Porque isso está acontecendo?

O Resgate do Tigre, Collen Houck, Romance, Livro Collen Houck

“Ren era como uma incrível cachoeira na selva – espumando e reluzindo à luz do sol. Ele era uma paraíso exótico à espera de ser descoberto. Kishan era diferente. Kishan era um rio tempestuoso e turbulento – rápido, imprevisível e não navegável mesmo para mais hábil dos aventureiros”.

Não é só um livro romântico, é um livro onde a comida indiana, os poemas de Shakespeare, Mitologias e Religião abrange de tal forma que não percebemos que ficamos curiosos sobre tais temas, até começar a leitura. Um livro com uma boa dose de adrenalina e uma jornada ao caminho das Índias que vai impressionar o leitor. Sem dúvidas eu recomendo.

“Só porque você não pode ver a estrela, não significa  que ela não esteja lá. Talvez esteja oculta da visão por um tempo, mas pode ter certeza que ela ainda brilha em algum lugar”.

Publicado em Editora Arqueiro, Resenhas

Resenha| A maldição do Tigre #1 – Colleen Houck

Sinopse

beleza de livros, eu amo ler, livros, collen houck, romanceKelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco.

Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele.

O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem. 


A maldição do tigre é o primeiro livro de uma série composta por cinco livros. Kelsey é uma garota que acabou de completar dezoito anos, já conseguiu um emprego no circo e por incrível que pareça, a primeira coisa que captou sua total atenção quando deu início ao circo, foi um tigre lindo, branco com umas listras pretas e seu incrível e estonteante olhos azuis como jamais visto. Apesar dessa estranha atração pelo animal, ela não tem a mínima ideia que esse tigre era um príncipe indiano que foi amaldiçoado há mais de trezentos anos, e desde então, é visto apenas como mais um animal enjaulado e nada mais. 

“Aqueles olhos eram hipnóticos. Eles se fixaram em mim, quase como se o tigre estivesse examinando a minha alma”.

Kelsey começa a conversar com o tigre como se ele pudesse escutá-la, começa a contar histórias para ele, e começa a ansiar por sua liberdade. Começa a desejar aquilo que ele jamais poderia ser. Livre.

Livro A maldição do Tigre, Beleza de Livros, Resenha, Romance, Eu amo ler, Livros, Colleen Houck, Magia, Editora Arqueiro

Até que um dia surge um homem muito interessado pelo tigre e com muito interesse em comprá-lo, e ele insiste para que Kelsey o acompanhe até o local em que Ren ficará na Índia. Kelsey aceita ir com Ren e com esse homem para cuidar dele, mas o que ela jamais imaginava em sua pacata vida, era que esse tigre de repente se transformasse em homem e pedisse que o ajudasse a quebrar a maldição em sua vida.

“Posso assumir a forma humana durante apenas alguns minutos por dia… para ser exato, por 24 minutos a cada 24 horas”.

O homem que comprou Ren é chamado Kadam e estava a procura dele há muitos anos para ajudá-lo a recuperar sua vida e quebrar a maldição, e após muitas tentativas frustradas em consegui-lo de volta, só foi possível quando Ren conseguiu se transformar em homem e ligar para ele buscá-lo. Kelsey mesmo sem perceber, ajudou a quebrar uma parte da maldição. Agora eles com a ajuda de Kelsey vão partir em uma jornada perigosa e intensa em busca da liberdade de Ren e seu irmão Kishan que também se transformou em tigre quando a maldição foi lançada.

Resenha, Beleza de Livros, Eu amo Ler, A maldição do Tigre

É impossível não notarmos a crescente atração entre Kelsey e Ren, uma ligação que surgiu com um tigre e se aperfeiçoa a cada vez quando olha para o homem. Kelsey é uma garota forte, destemida que vai ajudá-los mais teme pelo seu coração. O que será dela quando a maldição enfim, for desfeita? Qual será o seu destino? 

“Ele traçou o desenho do tigre com o dedo e então, sussurrou:

“- Um dia vou lhe dar um retrato do meu eu verdadeiro”.

Apesar de entender certas atitudes de Kelsey, eu acredito que ela mereça uma dose de alto estima, porque certas vezes, ela deixa o leitor louco, com vontade de esganá-la. A maldição do tigre é um Romance lindo que encanta o leitor, em um cenário onde predomina entre tantas coisas, a cultura Indiana, antigas profecias e deuses adorados. 

A maldição do Tigre, Beleza de Livros, Resenha, Belezadelivros, Eu amo ler, Collen Houck, Editora Arqueiro, .

Em meio a tanto mistério e romance, somos transportados a esse universo mágico e ansiamos pelo retorno do homem Dhiren e pelo seu final feliz. É a segunda vez que leio esse livro e a sensação foi a mesma, comi as minhas unhas, enlouqueci em certas cenas, gritei com a Kelsey e me apaixonei por ambos irmãos Ren e Kishan. 

“O irmão perigoso era Ren. Por mais inocente que o tigre de olhos azuis parecesse, era um pedrador irresistível”.

A maldição do Tigre, Beleza de Livros, Resenha, Belezadelivros, Eu amo ler, Collen Houck, Editora Arqueiro, Mylena Fernanda

Colleen Houck vocé realmente me fez viajar para a Índia e fiquei extasiada com essa cultura, obrigada pelas historias contadas e por escrever um romance tão belo. Amei a forma de pensar da Kelsey o que me rendeu boas gargalhadas. Um romance com uma pitada de aventura que sem dúvidas eu recomendo. Não tem como não amar esse livro. Que venha o próximo. 

” Acho que me apaixonar por ele, seria como mergulhar em um precipício. Seria ou a melhor coisa que me aconteceria ou o erro mais idiota que eu cometeria”.

Publicado em Editora Arqueiro, Resenhas

Resenha|Um cavalheiro a bordo – Julia Quinn (Os Rokesbys #3)

                                                               Sinopse

um cavalheiro a bordo, julia quinn, beleza de livros

Ela estava no lugar errado…

Durante um passeio pela costa, a independente e aventureira Poppy Bridgerton fica agradavelmente surpresa ao descobrir um esconderijo de contrabandistas dentro de uma caverna.

Mas seu deleite se transforma em desespero quando dois piratas a sequestram e a levam a bordo de seu navio, deixando-a amarrada e amordaçada na cama do capitão.

Ele a encontrou na hora errada…

Conhecido entre a alta sociedade como um cafajeste e um corsário inconsequente, o capitão Andrew James Rokesby na verdade transporta bens e documentos para o governo britânico. No meio de uma viagem, ele fica assombrado ao encontrar uma mulher na sua cabine. Sem duvida sua imaginaçao esta lhe pregando pecas. Mas, não, ela e bastante real – e sua missao para com a Coroa o deixa preso a ela.

Sera que dois erros podem acabar no acerto mais maravilhoso de todos?

Quando Andrew descobre que Poppy e uma Bridgerton, entende que provavelmente terá que se casar com ela para evitar um escândalo. Em alto-mar, as disputas verbais entre os dois logo dão lugar a uma inebriante paixão. Mas depois que o segredo de Andrew for revelado, sera que ele conseguira conquistar o coração dela?


Olá leitores lindos! Como vocês estão, tudo beleza?

Um cavalheiro a bordo é o terceiro livro lançado pela Julia Quinn da linhagem Os Rokesbys, onde nós tivemos o prazer de conhecer a história do sarcástico e muitas das vezes considerado inconsequente, Andrew. Uma história intercalada pelo ponto de vista tanto de Andrew quanto de Poppy, que nem imaginaria que pudesse conhecê-lo de uma maneira tão surpresa quanto inusitada.

Todos nós sabemos que a Família dos Rokesbys e dos Bridgertons  sempre foram muito próximas e que  ambas famílias ficariam muito felizes se um se apaixonasse pelo outro e a união fosse pelo sangue. Poppy fica irritada e querendo matar alguém quando ao descobrir uma caverna que não seria vista por qualquer um, caso Poppy não fosse tão curiosa, ser encontrada, amarrada, colocada em um saco e jogada na cama de uma pessoa que ela nunca viu, e ainda por cima dentro de um navio que já estava zarpando.

“Andrew era o comandante inquestionável do navio e não havia a bordo um único homem que se atrevesse a contrariar uma ordem dele – também não havia a bordo um único homem que quisesse contrariá-lo”.

Ao descobrir uma mulher jogada em sua cama, na sua cabine, tudo o que Andrew faz é pedir explicações aos seus homens que trabalhavam em sua tripulação e de uma coisa Andrew tem certeza, não pode deixá-la voltar pois a caverna que ela descobriu tem certas coisas que não podem ser encontradas já que faz parte do trabalho que presta a coroa.

Andrew percebe que a única maneira dela não contar nada a ninguém é deixá-la viajar com eles por duas semanas e depois na volta tirassem tudo que colocaram naquela caverna e enviassem para outro lugar. Será uma semana divertida com respostas atrevidas e espirituosas com questões filosóficas onde somente um entende o outro, claro que só vão perceber isso com o tempo.

“Ela o encarou, sustentado o olhar. Estava fazendo questão de se mostrar tão blasé quanto ele. E, se não conseguisse, morreria tentando”.

A situação em que se encontravam até poderia ser melhor, caso Andrew não soubesse que ela era uma Bridgerton, ou seja, caso fosse descoberto que estavam zarpando em um navio praticamente sozinhos e a tanto tempo, na certa seria obrigado a se casar com ela. Um ponto ao seu favor: Ela não sabe que ele é um Rokesbys.

um cavalheiro a bordo, os rokesbys, eu amo ler, livros, resenha, beleza de livros

Esse livro também nos faz refletir sobre tamanho conhecimento que somente os homens tinham o direito de adquirir como fazer faculdade e as mulheres não, o que me fez pensar no que Poppy disse no livro, com certeza, se as mulheres tivessem esse direito seriam mais inteligentes e possuiriam mais poder que os homens, o que naquela época era inaceitável.

“À noite. Com certeza. Ele não iria voltar, de jeito nenhum, para ver como ela estava. Definitivamente, não”.

Andrew começa a perceber que não consegue ficar muito tempo longe de Poppy e arranja qualquer desculpa apenas para ficar perto dela, conversando e ouvindo suas respostas que poucas pessoas conseguem competir com ele no quesito respostas rápidas e certeiras.  

“Ela riu outra vez chegando mesmo a tombar a cabeça para trás com a gargalhada. Andrew estava enfeitiçado. Já a achava bonita, mas, naquele momento ela transbordava algo muito, muito além da beleza”.

Um cavalheiro a bordo é um livro surpreendente que ao darmos início zarparmos junto com os personagens ouvindo um som de mar, sentindo a brisa no rosto e iniciando uma história que promete, afinal é da Julia Quinn. Andrew e Poppy são personagens inquestionavelmente irritantes, maravilhosos e muito inteligentes que atiçam a curiosidade do leitor para saber mais e aprender sobre questões que geralmente não pensamos. Os dois personagens lidarão com  situações bem complexas e ainda tem o fato de Poppy não saber que Andrew é um Rokesbys. Eu com certeza indico esse livro e já sinto saudades dos meus impetuosos personagens.

“Se fizesse uma pergunta boba talvez ele até risse, mas nunca dela. Andrew ria porque a curiosidade dela o alegrava”.