Resenha|Corte de espinhos e rosas #1- Sarah J. Maas

                                                                               Sinopse

corte de espinhos e rosas, beleza de livros, editora galera, belezadelivros, eu amo ler, livros e leituras, sarah J. Maas, romance, trilogia, rhysand, feyre

Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la… ou Tamlin e seu povo estarão condenados.


Olá leitores lindos do meu coração! Como vocês estão? Tudo beleza?

Enfim, finalizei a leitura dessa obra incrível escrita pela mesma autora de trono de vidro. Corte de espinhos e rosas é o primeiro volume de uma trilogia, junto com um conto que foi lançado recentemente aqui no Brasil. Quem me conhece sabe que raramente eu leio livros que tenham fantasia e poderes, mas eu resolvi dar uma chance a essa obra e conhecê-la o que levou um bom tempo até eu me preparar e viajar para um mundo mágico.

Feyre é uma caçadora, disso ela tem toda certeza e desde cedo aprendeu as habilidades necessárias para conseguir um pouco de comida para ela, suas duas irmãs e seu pai. Mas nem sempre foi assim, eles eram uma família com dinheiro e status até que um dia o seu pai perdeu tudo e ficaram dependendo apenas da filha mais nova, Feyre, que sempre lutou para sua família não passar fome. Toda sua vida mudará quando um dia matar um lobo, mas não é qualquer lobo é um lobo feérico, ou seja, ele vive do outro lado da muralha. Uma muralha onde os humanos jamais ousam ultrapassar com medo das “coisas” que existem e do que podem fazer com meros mortais.

“O olho dourado que lhe restava encarava o céu, agora carregado de neve, e, por um momento desejei ter a capacidade de sentir remorso por sua morte. Mas aquilo era a floresta, e era inverno”.

Apesar de não saber que o lobo era um feérico, ela será forçada a abandonar sua família quando uma besta com dentes e garras entrar no chalé obrigando-a segui-lo para sua moradia do outro lado da muralha. Tudo que Feyre precisa fazer será morar em outro local, longe de sua aldeia e dos humanos.

A sua estadia será em um local chamada corte primaveril, onde o Grão-Senhor (O sr que deve cuidar das próprias terras e dos habitantes) é o Tamlim, aquele ser bestial que a carregou para sua casa. Ela não será tratada como uma prisioneira ou com maltratos, ao contrário, será de forma gentil, oferecendo para ela comida, roupas e tintas para fazer o que mais gosta que é pintar.

“Não… não, eu não poderia simplesmente…ficar ali. Para sempre. Até morrer. Talvez… houvesse outra forma, ou outra pessoa que pudesse encontrar uma saída”. 

Infelizmente para Feyre as regras do tratado estabelecido entre os feéricos e os humanos era uma vida em troca da outra. Por essa razão, ela foi mandada para morar na corte primaveril. Ela fará de tudo para escapar, encontrar uma saída. O problema será falar para o seu coração que ela não deve ter nenhum sentimento especial para o Grão-Senhor Tamlim, para não surgir uma relação entre eles.

corte de espinhos e rosas, beleza de livros, resenhas, eu amo ler, livros, livros e leitura, editora galera

“Eu jamais pensara nesse tipo de coisa, além de conseguir que minhas irmãs fizessem casamentos seguros e que eu tivesse comida o bastante para meu pai e eu, e tempo para aprender a pintar”.

Entre tantas coisa que podem acontecer, uma pessoa não ficará feliz com a estadia da Feyre naquelas terras e fará de tudo para eliminá-la e para isso ela terá que lutar e usar suas habilidades como arma. A autora descreveu as cenas perfeitamente, onde conseguimos ver e criar o cenário do que exatamente está acontecendo. A história ficará melhor ainda quando um personagem maravilhoso entrar e fazer uma entrada triunfal, como sempre. Ele será muito importante na vida de Feyre e espero que vocês o ame, assim como eu.

”  -Aí está você. Estava a sua procura – falou uma voz masculina grave e sensual, que eu jamais ouvira”.

Corte de espinhos e rosas é um livro intenso, romântico com muita magia e poder. É recheado de mistério e reviravoltas que deixa o leitor roendo as unhas para saber o que vai acontecer, e nos mostra a intensidade do amor e as loucuras que podem ser feitas para demonstrar. O tipo de livro que faz você correr para a livraria mais próxima e comprar o próximo. Você sabe o que é um final eletrizante? É o final desse livro. Você suspira, chora e depois segue em frente. Eu entendi que ás vezes jogar algo envolvendo o amor, pode ser bastante perigoso. Eu super, hiper, mega recomendo.

“Se não houvesse uma trincheira impossível de ultrapassar entre nós, eu teria rasgado sua garganta. Algum dia – se sobrevivesse aquilo-, eu a esfolaria viva”.

Romances de época: Um estilo literário fascinante

Olá leitores do meu coração! Tudo beleza com vocês? 

Hoje eu quero falar com vocês sobre um estilo literário bem diferenciado que são os famosos romances de época. A minha primeira experiência foi com os livros da amada e famosa Lisa Kleypas, que de uma forma sutil e elegante me transportou para uma outra época onde os homens eram cavalheiros, as mulheres tinham liberdade limitada para exercer certas funções e os homens eram obrigados a pedir a mão de uma mulher se tivesse agido de forma indecorosa com ela.

Os romance de época não abrange só isso, mas tem todo um contexto. Por exemplo, um lorde garanhão que não quer se comprometer com ninguém, até se apaixonar por uma lady, uma lady que faz o que quer da sua vida e não liga para a opinião de ninguém. Muitos dos romances de época que já li, em geral, tem algo relacionado a isso na história. E justamente a forma que os autores utilizam as palavras é que instiga nossa imaginação e deixa a narração mais linda. 

belezadelivros, eu amo ler, livros, romances de época, indicação literária, mylena fernanda, blog

Algumas dessas histórias se passam na Inglaterra Regencial ou Vitoriana o que imediatamente algumas pessoas podem pensar, cara isso é muito chato! Mas não é, não até conhecer autores como Lisa Kleypas, Loretta Chase, Julia Quinn, Julie Garwood, Sarah MacLean, Jane Austen e muitos autores, que como esses, consagraram os romances de época e fez muitos e muitos leitores se apaixonarem. 

Em geral esses livros possuem características tão marcantes que ao lermos a sinopse já queremos, pois sabemos mais ou menos como será a escrita e que aquilo vai prender nossa atenção. Algumas dessas características é o fato de mesmo estando no passado, as mulheres querem sua independência e lutam por isso, sem se importarem com a opinião da sociedade e os tabus que foram impostos. Outros possuem amores proibidos devido a classe social que era bastante importante naquela época e a maioria deles são divertidos, sexys com muitas aventuras e cenas apaixonantes.

belezadelivros, eu amo ler, livros, romances de época, indicação literária, mylena fernanda

É isso gente! Os Romances de épocas são fascinantes e com certeza chegaram para ficar. Um estilo que muitos leitores buscam, e a cada dia querem mais, pois justamente a maneira como as coisas são descritas que nos incentiva a continuar lendo e conhecendo mais a época e suas tradições. Vale ressaltar dois romances de época que todos deveriam conhecer: O morro dos ventos uivantes e Orgulho e preconceito, alguns dos livros que deram início a um gênero que impactou não só a minha vida, mas a de outros leitores também. É um prazer conhecer vocês!

Resenha|Tudo por amor – Judith Mc Naught

Tudo por amor, beleza de livros, judith mcnaught, eu amo ler, resenhas

                                                                     Sinopse

Tudo por amor, beleza de livros, judith mcnaught, eu amo ler, resenhas Professora respeitada em sua pequena cidade no Texas, Julie Mathison vive apaixonadamente seus ideais. Criada num lar adotivo, a jovem sente-se determinada a retribuir todo o amor e a bondade recebidos. Nada, nem ninguém, seria capaz de destruir a vida perfeita que havia alcançado.

Depois de fugir da prisão, Zachary Benedict, um ex-ator e diretor que teve a vida e a carreira destruídas após ser equivocadamente condenado pela morte da mulher, sequestra Julie e a força a levá-lo a seu esconderijo nas montanhas do Colorado. Nenhum dos dois poderia imaginar que estariam embarcando na viagem de suas vidas…


Olá leitores lindos e maravilhosos! Como vocês estão? Tudo beleza? Eu estou muito feliz depois de ler essa obra arrebatadora que Judith McNaught escreveu. Algo tão belo que é indescritível. Um romance com 597 páginas que prendeu minha atenção até a última letra.

Julie teve uma infância bem complicada e devido a isso, passou por alguns lares de adoção até que enfim foi adotada por uma família amorosa que a acolheu quando ela menos imaginava. Diferentemente do Benedict Zachary que sempre foi rico e era de uma família bem nobre da sua cidade até que um dia sua própria avó o colocou para fora de casa apenas com as roupas do corpo.

Zachary conseguiu se tornar sozinho um grande ator, diretor, famoso e bastante assediado, sendo até considerado um objeto sexual para algumas mulheres. Enquanto nadava nessa vidinha de astro de Hollywood, Julie trabalhava para se tornar uma filha perfeita para os seus novos pais se orgulharem dela.

E toda história que Zachary imaginava para sua vida foi destruída no dia que sua esposa foi assassinada, levando que ele fosse o principal suspeito. Ainda mais porque ele que dirigia o filme, e teve uma briga feia com ela na frente de todos que trabalhavam no set de gravação.

“Ele permaneceu rigidamente ereto, mesmo depois que alguém agarrou os seus pulsos, puxou-os para trás de suas costas e os algemou”.

O caminho de Zachary e Julie vai se cruzar quando depois de 5 anos preso, ele fugir da cadeia. E nessa tentativa de fuga, ele vai encontrar Julie. Uma coincidência do destino a colocou no mesmo lugar que Zachary e ele aproveitou essa obra do destino para pedir uma inocente carona para ela.

Ah leitores! Ele tinha sido acusado injustamente perante os júris e juíz e tudo que restou para ele, era fugir para bem longe daquele lugar. Imaginem um famoso astro de Hoolywood sendo acusado por um grave crime e todas as pessoas se afastando dele como se tivesse com uma grave doença contagiosa. Não é facil né gente!

“Julie Mathison parecia tanto um presente divino quanto uma pedra desastrosa no sapato de seus planos”.

Devido a doce Julie ter visto o mapa de fuga do Zach, ele simplesmente decide que vai levá-la para o seu esconderijo antes de sair do país. Eles vão para um lugar no colorado com uma casa onde ele decide que vão ficar. Julie fará o possível e o impossível para fugir, mas nem tudo sairá como o panejado e antes que imagina, estará ao lado de Zach, acreditando em sua inocência e acima de tudo, apaixonada por ele.

tudo por amor, belezadelivros, euamoler, romance, judith mcnaught

Apesar de todos os sentimentos que Zach possa sentir por Julie, ele sabe que o único futuro que tem é aquele longe de tudo, fugindo e sozinho. A autora descreve a historia de maneira impressionante, tornando o ambiente romântico, intenso e com bastante química.

“Uma parte dele o alertava que qualquer envolvimento sexual com a refém seria loucura. Poderia complicar tudo, e ele  não precisava de mais complicações”.

Mesmo nós leitores sabendo de sua inocência, acontecerá algo que novamente colocará Zach como culpado, e apesar de Julie ter acreditado nele, ficará bem balançada quando junto com tudo isso, uma pessoa descrever a personalidade de Zach de uma maneira que Julie jamais imaginaria. Em uma miríade de emoções e sensações angustiantes e felizes, nós vemos Zach passando por uma injustiça que infelizmente foi tão bem trabalhada, para que somente ele fosse considerado o culpado.

“Ele tentava decidir que tipo de vestido social faria jus ao seu ar de despretensiosa sofisticação quando se deu conta de que nunca teria a ocasião de levá-la a eventos sociais que exigissem um traje formal. Os dias de idas aos lançamentos de Hollywood, eventos benficentes, estréias de peças de Brodway e jantares de premiações estavam num passado distante”.

A autora nos mostra também como é a vida de uma celebridade de Hoolywood, as loucuras que os fãs fazem e o glamour que acaba mudando a cabeça de muitas pessoas levando-as a se preocupar com futilidades e transformando-as em pessoas superficiais. Outro ponto que gostei bastante foi o fato de Julie ajudar mulheres adultas analfabetas que nunca imaginariam que aprenderiam a ler, enfim, com incentivo e ajuda necessária conseguirem. Senti empatia por cada uma delas.

O livro é lindo, a história é maravilhosa e os personagens muito cativantes. Leiam, porque quando a gente menos imagina a autora tira nossos pés do chão e sentimos como se estivéssemos flutuando, perdendo a noção de tempo… até o capítulo acabar. Judith McNaught, mais uma vez você arrasou e também mostrou a força e coragem que nós mulheres possuímos. Amei!

“Agora o meu único arrependimento é que não posso tê-la comigo. Você é jovem e vai logo se esquecer de mim e continuar com sua vida. É exatamente isso que deve fazer”.