Resenha|Corte de asas e ruína #3 – Sarah J. Maas

                                                       Sinopse

corte de asas e ruínas, resenha, Sarah J. Maas, livros e leitura, série, beleza de livros, eu amo ler, editora galeraO esperado terceiro volume da série best-seller Corte de Espinhos e Rosas, da mesma autora da saga Trono de vidro Mais uma vez Sarah J. Maas não desaponta. Em Corte de Asas e Ruína a guerra se aproxima, um conflito que promete devastar Prythian. Em meio à Corte Primaveril, num perigoso jogo de intrigas e mentiras, a Grã-Senhora da Corte Noturna esconde seu laço de parceria e sua verdadeira lealdade.

Tamlin está fazendo acordos com o invasor, Jurian recuperou suas forças e as rainhas humanas prometem se alinhar aos desejos de Hybern em troca de imortalidade. Enquanto isso Feyre e seus amigos precisam aprender em quais Grãos-Senhores confiar, e procurar aliados nos mais improváveis lugares. Porém, a Quebradora da Maldição ainda tem uma ou duas cartas na manga antes que sua ilha queime.


Olá leitores maravilhosos do meu coração! Tudo beleza com vocês?

Feyre, a quebradora da maldição, foi mandada para a corte primaveril, e enquanto deixa todos pensarem que ela foi enfeitiçada por Rhysand na corte noturna, ela planeja sua vingança contra Tamlin e sua corte inteira, prometendo destruí-los de dentro para fora. O fato de Tamlin ter realizado tantas coisas ruins para te-la de volta nos mostra um pouco de sua estirpe imunda e do seu caráter. Desculpas gente! Mas esse personagem tirou a minha paciência do sério.

“Fiz uma bela atuação ao parecer perdida no trabalho, curvando os ombros levemente, inclinando a cabeça. E atuei melhor ainda ao olhar vagarosamente por cima do ombro, como se me afastar da pintura fosse um verdadeiro esforço”.

Tanto Rhysand como seus amigos e sua corte inteira não fazem nada, pois sabem que com Feyre dentro da outra corte, eles podem saber exatamente quais sãos os planos dos inimigos. Em um jogo que mistura ódio, raiva e vingança Feyre observa os pontos fracos e relata tudo exatamente para o seu parceiro, utilizando o benefício da conexão que permite conversarem apenas com o pensamento.

Tamlin não imaginava que a Katy que sofreu por ele sob a montanha estava tão mudada e mais… Se casara com o Sr. da corte noturna , Rhysand. Ele não soube que levava a senhora de seu pior inimigo para a casa, imaginando que tinha saído um véu do rosto de Feyre e ela tivesse acordado para quem realmente amava.

“Um pesadelo, eu dissera a Tamlin.

Eu era o pesadelo”.

Rhysand e Feyre lutarão para que os inimigos não derrubem a muralha que separa eles dos humanos, caso o contrário, só existirá o caos. Eles sabem que quando forem lutar, precisaram de aliados, muitos, contra um exército inteiro que fará de tudo para matá-los. Os dois lutarão para salvar suas cortes, suas vidas e os humanos. Precisaram lidar com todo tipo de pessoa e desafio para aumentarem o seu exército e  quem sabe saírem vitoriosos.

“Eles se esqueciam, ás vezes, da profundidade daquele poço de poder. Que tipo de poder Rhysand empunhava”.

corte de asas e ruína, beleza de livros, eu amo ler, livros , resenha, editora galera, Sarah J. Mass

A probabilidade deles vencerem não é tão grande, e realmente muita gente vai morrer. Pessoas serão falsas, sacrifícios serão realizados e muito choro sairá dos olhos do leitor. Serão tantas batalhas e tristezas para a guerra acabar que nos resta acompanhar e rezar para ninguém morrer.

“Então exibi os dentes e lancei um punho de luz branca contra aquele escudo incandescente: A luz branca da Diurna. Quebradora da maldição. Destruidora das proteções”.

Os últimos capítulos do livro é de sangrar o coração. Você não sabe o que pensar, imaginar… Apenas continua lendo para chegar ao final e descobrir o que vai acontecer. Quem vai vencer? Quem vai morrer? Só lendo e sentindo para entender. Eu demorei tanto tempo para ler essa série que me arrependi profundamente de não ter começado antes. O livro que te pega de jeito e te deixa sem nenhuma reação. Eu com certeza recomendo e não deixe que o tamanho do livro te faça encolher por medo de não finalizar a leitura. Você perde a total noção do tempo.

“Ele falou pelo laço: Eu teria esperado quinhentos anos mais por você. Mil anos. E, se esse foi todo tempo que nos foi permitido… a espera valeu a pena”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.