Resenha|Corte de névoa e fúria #2 – Sarah J. Maas

                                                              Sinopse

corte de névoa e fúria, sarah j. maas, editora galera, resenha, beleza de livrosO aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna.

Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.


Olá leitores! Tudo beleza com vocês? 
Feyre passou por muitas coisas depois que foi morar no corte primaveril. Ela precisou salvar toda uma corte e a própria vida de Tamlin para que fossem salvos e ficassem libertos de uma rainha que queria castiga-los por não conseguir o amor de Tamlin. 
A partir do momento que Feyre entrou nesse mundo de sangue e dor, a sua vida mudou drasticamente, ela se tornou uma Grã – Feérica, imortal e poderosa, mas o seu coração ainda permanece humano, ela lembra tudo que fez, até que ponto atingiu para vencer, e o quanto provou que seu amor era verdadeiro. 
Ela venceu mas isso deixou marcas tão profundas que ninguém consegue cicatrizar. Após tudo Tamlin pede sua mão em casamento, tudo que ela queria, mas ela sabe que no fundo algo não está certo com ela, com sua nova forma de viver.
“Comecei a ansiar pelo casamento apenas por saber que, depois que terminasse, não precisaria ser agradável ou falar com ninguém ou fazer nada por uma semana. Um mês Um ano”.
Tanto sofrimento, tristeza e dor instigou Tamlim a deixar Feyre cercada por sentinelas ou em casa enquanto ele lutava para protegê-la. Uma ameça pior que a rainha do livro anterior estava rondando as cortes, uma ameaça que ia atingir sua aldeia do outro lado da muralha, levando feérico a ocupar aquele espaço, simplesmente eliminado os humanos do seu caminho. 
Apesar de todas as reclamações de Feyre para ajudá-lo, não surtirá efeito nas decisões de Tamlin, e ele simplesmente a deixará  enclausurada no quarto, longe de tudo. Mas o que ele não temia seria que tal comportamento a levaria para longe, de sua corte e dele.
Rhysand, o Grão-Senhor da corte noturna resolverá que está na hora de uma certa Grã – Feérica cumprir um acordo,o mesmo estabelecido enquanto estava sob as montanhas derrotando a rainha. Um acordo onde Feyre aceitou passar uma semana em sua corte em troca que ele curasse os seus ferimentos, durante a árdua batalha com a rainha.
“- Se tentar quebrar o acordo, saberá o que vai acontecer – continuou Rhys, rindo um pouco da multidão que ainda tropeçava sobre si mesma para fugir. O Grão – Senhor me indicou com o queixo. – Dei três meses de liberdade a você. Poderia ao menos parecer feliz em me ver”.
Ele é simplesmente o Grão – Senhor mais poderoso de todos os tempos, ele consegue destruir o cerébro da pessoa sem  mexer as mãos, ou piscar, apenas com o pensamento. Ele ler a mente de todos e o seu poder ultrapassa qualquer outro dos seis Grãos senhores existentes.
Esse tempo que Feyre passará na corte noturna a fará entender muitas atitudes de Rhysand, todo o seu comportamento cruel que o tornava um monstro perante muitos olhares, e uma conexão incrível existirá entre eles. Um ser desprezível perante os outros que pode ser uma caixinha de surpresa.
corte de névoa e fúria, beleza de livros, resenha, editora galera, sarah j. maas
“Rhys se recostou na cadeira, cruzando os braços poderosos que nem mesmo as roupas finas conseguiam esconder.
Esta semana? Quero que aprenda a ler”.
Rhysand é o personagem mais altruísta, sarcástico, incrível e  lindo que eu já vi nessa minha vida. Pense em um homem a frente do seu tempo que acredita que as mulheres devem se impor e ter as suas próprias escolhas, sempre. Feyre terá que escolher sua liberdade, ou viver como uma jóia protegida dentro de um castelo seguro.
Rhysand vai ajudá-la a aprender mais sobre os poderes que adquiriu dos outros grão- senhores ao torna-la feérica e incentivá-la a lutar com ele, e isso a ajudará a enfrentar aqueles pesadelos que a despertam de madrugada.
Corte de névoa e fúria é desconcertante de um jeito bom, todos os gestos de Rhysand para Feyre tem um motivo que descobrimos e ficamos de boca aberta. Eles se tornaram uma arma para lutar contra o mal, e uma amizade surgirá, talvez algo mais. Leiam!
” Os dedos de Rhys se fecharam com firmeza sobre os meus, e ergui o rosto. Ele sorria. E parecia tão dissonante de um Grão – Senhor, com a poeira brilhante na lateral do rosto, que sorri de volta”.
Corte de névoa e fúria é tão mágico que depois de terminar, me fez voltar a ler novamente diversas cenas com um sorriso no rosto e uma empolgação gritante. Como o livro corte de espinhos e rosas, esse nos mostra o que o amor pode fazer conosco, até mesmo se tornar um veneno. Você não tem ideia do que pode acontecer e de repente a autora te joga no abismo e te deixa sem chão. Super indico. Um história viciante que te deixa pensando nela por um bom tempo.
” Se a guerra vier, vamos enfrentá-la juntos. Não deixarei que me tirem de você. E não deixarei que o tirem de mim também”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.