Resenha|Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários #2 – Annie Darling

                                                                 Sinopse

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

É uma verdade universalmente conhecida que uma mulher solteira, em posse de um bom emprego, quatro irmãs mandonas e um gato carente, deve estar em busca do seu verdadeiro amor. Será?

Verity Love ― fã de carteirinha de Jane Austen e uma introvertida em um mundo de extrovertidos ― está perfeitamente feliz sozinha, muito obrigada. E seu namorado fictício, Peter Hardy, é muito útil para ajudá-la a escapar de eventos sociais indesejados. Mas, quando um mal-entendido a obriga a apresentar um total estranho como namorado para suas amigas, a vida de Verity de repente se torna muito mais complicada.

Uma namorada fictícia também pode ser bem útil para Johnny. Indo contra todos os instintos de Verity, ela se deixa convencer a fazer uma parceria com ele para um único verão recheado de casamentos, aniversários e festas no jardim, com apenas uma promessa: não se apaixonarem um pelo outro. Mas isso não tem nem chance de acontecer, pois Verity jurou nunca mais ter um namorado, e o coração de Johnny já tem dona…


Olá gente!!! Como vocês estão? Tudo beleza?

Quem conheceu a Verity Love na pequena livraria dos corações solitários, imaginava que o famoso namorado de quem tanto falava era falso. Pois é isso mesmo! Ela inventou um namorado fictício para suas amigas pararem de importuná-la e para fugir de eventos sociais. Ela é uma introvertida que gosta de escutar as pessoas, ouvir o barulho da cidade, mas não gosta de ser o centro da atenção desse núcleo.

Sua vida mudará drasticamente quando um dia suas amigas Nina e Posy a seguirem até o restaurante, pensando que ela se encontrará com Peter Hardy. O namorado imaginário e perfeito que idealizou para elas. Assim que notar a presença de suas amigas ela imediatamente se desesperará e irá sentar ao lado do primeiro cara que ela olhar no restaurante. E quem é esse? Ele é simplesmente lindo, com um azul estonteante nas íris, embora estivesse com certo olhar frio para ela.

“Nenhuma tatuagem perceptível no pescoço, não estava vestindo nada horrível, só uma camisa branca simples sob um blusão de um tom semelhante ao azul – esverdeado de seus olhos espantados. Ele vai servir, Verity decidiu. Assim, na emergência, ele vai servir”.

O nome dele é Johnny,  arquiteto, lindo, não tem namorada. Algo não está certo né galera? Ele não é gay, por incrível que pareça. Ele simplesmente ama outra mulher, que segundo ele é um amor impossível. Eu imaginei que essa mulher era apenas invenção para ele se encontrar novamente com Verity, porém, eu estava redondamente enganada. Eles armam um acordo para irem juntos aos eventos sociais, as festas com amigos, enfim, seriam apenas amigos e nada mais. A condição é que Verity não se apaixone por ele, e vice versa. Então está tudo certo. Verity prometeu não amar mais ninguém depois de seu último namorado e Johnny, apesar de possuir característica perfeitas, ama outra mulher.

“Johnny endireitou o corpo e presenteou Verity com um sorriso mais devastador do que qualquer outro de seus sorrisos anteriores. Ela ficou até um pouco tonta”.

Os dois apresentarão o seu parceiro a suas famílias, claro, como amigos. Porém, todos pensarão que eles estão saindo e dará uma maior força para isso. Principalmente os amigos e familiares de Johnny, isso porque todos querem que ele pare de pensar nessa mulher que ele ama e fique com Verity.

amor verdadeiro na livraria dos corações solitários, resenha, blog, beleza de livros, eu amo ler, indicações de livros, eu leio, ressaca literária, séries, romance, beleza de livros

Depois de Verity descobrir quem é a mulher, ele falará bastante dela com um toque de drama que instantaneamente me deu uma crise de raiva. A mulher que ele ama é uma antiga namorada que se casou com o melhor amigo dele. Ele a ama, ela diz que o ama mais continua casada. É como um jogo, ela sabe que Johnny sempre estará aos seus pés, porque ele é louco por ela.

“Ele não olhou para outra mulher desde que ela se foi, dez anos atrás. Nem ia querer, porque ninguém estaria a altura dela. E eu puxei ao meu pai; me apaixonei pela Marissa todos esses anos atrás e nenhuma outra mulher vai conseguir tomar o lugar dela”.

Apesar de todos os motivos para Verity não se relacionar com ninguém, ela se apaixonará por Johnny. Uma das regras era ela não se apaixonar por ele. O coração dele já tem dona, e digamos que ele é um pouco obcecado por aquela mulher que representa, o amor colegial de tantos anos atrás, que ele não deixa no passado. E será nesse impasse de amor impossível e bastante drama que enlouquecerá o leitor.

Uma obra deliciosa e empolgante, composta por reviravoltas e um toque especial com frases da Jane Austen. Uma história irresistível  que nos instiga a torcer por um casal, onde ambos não acreditam que suas vidas amorosas possa incluir um final feliz. Super Recomendo!

“É por isso que somos apenas amigos. Eu jamais poderia amar um homem que não ama Orgulho e preconceito”.

2 comentários em “Resenha|Amor verdadeiro na livraria dos corações solitários #2 – Annie Darling

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.